Bolsa de Lisboa no ‘verde’ a meio da sessão. Petróleo valoriza com início do embargo à Rússia

O petróleo está a ser negociado em alta, com o brent a subir 2,49% para os 87,70 dólares e o crude a ganhar 2,53% para os 82,00 dólares.

A bolsa de Lisboa está a negociar no ‘verde’ a meio da sessão desta segunda-feira, com uma subida de 0,15% para 5,865.10 pontos.

A maior subida vai para a Semapa, que cresce 1,60%, para os 13,94 euros, seguida do Banco Comercial Português (BCP), que valoriza 1,30%, para os 0,1480 euros, e da Galp Energia, que sobe 1,04% para os 12,20 euros.

Em quebra está a Jerónimo Martins, que desce 2,91% para os 20,68 euros. A Corticeira Amorim, CTT, Altri, Sonae são as outras cotadas que apresentam desvalorizações nas ações.

As principais bolsas europeias estão em quebra, com o DAX (Alemanha) a cair 0,64%, o CAC 40 (França) a perder 0,55%, e o IBEX 35 (Espanha) a descer 0,06%.

O índice dos Países Baixos desce 0,27%.

O FTSE 100 (Reino Unido) valoriza 0,13%, e o índice de Itália sobe 0,02%.

A XTB salienta, no mercado petrolífero, a decisão da OPEP+ de manter inalterada a produção de petróleo, no dia em que entra em vigor o embargo à Rússia, depois da decisão do G7, juntamente com a Austrália, e com acordo dos 27 Estados- membros da União Europeia, de limitar a 60 dólares o barril de petróleo da Rússia enviado por via marítima.

Face a isto, o petróleo está a ser negociado em alta, com o brent a subir 2,49% para os 87,70 dólares e o crude sobe 2,53% para os 82,00 dólares.

O euro está a valorizar face ao dólar com uma subida de 0,25% para os 1,05684 dólares.

O euro sobe face à libra com uma valorização de 0,34% para as 0,85988 libras.

Recomendadas

PremiumLeia aqui o Jornal Económico desta semana

Esta sexta-feira está nas bancas de todo o país a edição semanal do Jornal Económico. Leia tudo na plataforma JE Leitor. Aproveite as nossas ofertas para assinar o JE e apoie o jornalismo independente.

Dow recua num dos melhores dias para o S&P e Nasdaq

Em dia de prestarem contas, algumas das maiores tecnológicas animaram o Nasdaq, que fechou a sessão a escalar 3,25%. Também o S&P 500 trepou para o nível mais alto dos últimos cinco meses. Já o índice industrial deixou a desejar aos investidores.

BCE alerta para risco de aumento do desemprego. Invasão da Ucrânia é ameaça para a zona euro

A invasão russa da Ucrânia a par da inflação e o apertar do cinto financeiro são três grandes riscos para a economia da zona euro. Acresce a isto a dinâmica de subida salarial, que pode gerar efeitos de segunda ordem e agravar o problema dos preços do lado da procura, alerta presidente do BCE.
Comentários