Bolsa de Lisboa recupera e segue sessão no ‘verde’ com EDP Renováveis a liderar nos ganhos

O preço do barril de petróleo está a desvalorizar, com o brent a perder 0,40% para os 93,74 dólares e o crude a cair 0,52% para os 88,08 dólares.

A Bolsa de Lisboa (PSI) encontra-se a meio da sessão desta sexta-feira no ‘verde’, a valorizar 0,52%, para 6.067,26 pontos, com a EDP Renováveis a liderar nos ganhos.

A EDP Renováveis valoriza 2,44% com as suas ações a valerem 25,60 euros, seguida da Semapa, que ganha 1,69% para os 14,44 euros, enquanto o BCP valoriza 0,98% para os 0,1444 euros.

A Galp também segue sessão a ganhar 0,58%, com as suas ações a valerem 10,02 euros e a EDP valoriza 0,53% e passa para os 4,96 euros.

A Altri lidera nas perdas, desvalorizando 1,04%, com as suas ações a valerem 5,22 euros, seguida da The Navigator, que perde 0,55% para os 3,95 euros, enquanto a Corticeira Amorim desvaloriza 0,19% para os 10,62 euros. A Jerónimo Martins também segue sessão a perder 0,09%, com as suas ações a valerem 22,56 euros.

As ações da REN mantêm-se inalteradas, a valerem 2,740 euros.

As principais bolsas europeias estão todas em terreno negativo, com o DAX (Alemanha) a perder 0,08%, o FTSE 100 (Reino Unido) a desvalorizar 0,15% e o CAC 40 (França) a descer 0,50%, à exceção do IBEX 35 (Espanha) que está a ganhar 0,07%.

O analista de mercados do Millenium BCP, Remiro Loureiro, destaca que as bolsas europeias inverteram os ganhos da abertura e a generalidade segue em baixa ligeira a meio da manhã desta sexta-feira, com o PSI a conseguir contrariar o exterior, à boleia de valorizações mais expressivas da EDP Renováveis e da Greenvolt.

“No exterior, o Deutsche Post lidera entre as cotadas do Euro Stoxx 50, ao disparar mais de 5% em reação a contas que superaram as estimativas dos analistas. Já a Bayer lidera as perdas e a Allianz reage negativamente a números trimestrais”, aponta o analista.

Ramiro Loureiro sublinha que, de forma geral, a revelação de que a produção industrial em Espanha, França e Alemanha se expandiram inesperadamente em junho não está a ser suficiente para animar os investidores.

“A previsão o Bank of America para as ações europeias pode estar a castigar o sentimento, com a casa de investimento a estimar uma queda adicional de 10% no índice Stoxx 600 até ao final do ano e a referir que a próxima grande oportunidade de compra dificilmente acontecerá antes do primeiro trimestre de 2023”, diz ainda.

O preço do barril de petróleo está a desvalorizar, com o brent a perder 0,40% para os 93,74 dólares e o crude a desvalorizar 0,52% para os 88,08 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma desvalorização de 0,13% face ao dólar, para os 1,0231 dólares.

Recomendadas

Wall Street: Reserva Federal acaba com otimismo sem sentido

Os investidores convenceram-se de que as mexidas nas taxas de juto seriam mais suaves que o inicialmente esperado. O banco central norte-americano teve de baixar as expectativas estranhamente sobreaquecidas do mercado.

Bolsa de Lisboa recupera e encerra na ‘linha de água’. Altri lidera ganhos

PSI subiu 0,01% em dia misto para as principais bolsas europeias. O euro está a ter uma desvalorização face ao dólar, com uma descida de 0,60%, para os 1,0119 dólares.

Wall Street abre mista após atas da Fed apontarem para subida menos agressiva da taxa de juro

Bolsa de Nova Iorque negoceia agora no ‘vermelho’ após o banco federal ter mostrado uma menor agressividade no ritmo de subida da taxa de juro devido a receios de abrandamento económico.
Comentários