Bolsa de Lisboa segue Europa e negoceia no ‘vermelho’

A Galp é a principal responsável para a perda de terreno do PSI, estando a recuar mais de 1,5%.

A bolsa portuguesa (PSI) está esta terça-feira, 17 de janeiro, a negociar em terreno negativo. A praça lisboeta abriu a sessão a perder 0,36% para 5.992,49 pontos, ficando abaixo dos seis mil pontos.

A prejudicar as negociações está a Galp e a Navigator, que perdem 1,53% para 12,59 euros e 1,32% para 3,43 euros, respetivamente.

A EDP Renováveis está a recuar 0,70% para 21,40 euros, a Jerónimo Martins desliza 0,69% para 20,18 euros e a Sonae deprecia 0,61% para 0,98 euros. Por sua vez, a EDP perde 0,40% para 4,78 euros.

Em contraciclo, os CTT apresentam a maior subida desta abertura. Os Correios avançam 2,34% para 3,29 euros, a Semapa valoriza 0,64% para 12,58 euros, o BCP soma 0,63% para 0,19 euros e a Nos sobe 0,25% para 3,96 euros.

Na abertura da sessão, a Europa está a negociar em terreno negativo. O alemão DAX decresce 0,08%, o francês CAC perde 0,08%, o espanhol IBEX desvaloriza 0,06%, o britânico desliza 0,12%. Nesta manhã, apenas Itália ganha 0,11%. O Euro Stoxx segue a desvalorizar 0,15% para 4.150,95 pontos.

No mercado petrolífero, o Brent ganha 0,43% para 84,82 dólares e o WTI desvaloriza 0,55% para 79,67 dólares. O gás natural ganha 10,30% para 3,771 dólares.

No mercado cambial, o euro avança 0,16% para 1,0833 dólares e a libra esterlina ganha 0,28% para 1,2225 dólares.

Recomendadas

Grandes petrolíferas dobraram lucros e atingem recorde

Lucros e dividendos a atingirem novos recordes, dívida a reduzir e investimento a aumentar. Grandes petrolíferas ocidentais registaram um bom ano de 2022.

Dow, S&P 500 e Nasdaq na ‘linha de água’ em dia de resultados importantes

Os três principais índices da bolsa nova-iorquina arrancaram a sessão tímidos esta quarta-feira, que ainda reserva resultados de algumas das cotadas. A ajudar: o presidente da Fed, Jerome Powell, deu sinais de um abrandamento da inflação, o que poderá sinalizar uma mudança na política monetária.

Bolsa da Turquia suspensa pela primeira vez em 24 anos

O sismo que atingiu İzmit, a 90 quilómetros de Istambul, em 1999, levou ao encerramento da bolsa turca durante uma semana.
Comentários