Bolsa de Lisboa segue meio sessão em terreno negativo desalinhada com as congêneres europeias

Entre as cotadas que mais perdem está o BCP a recuar 0,77% para 0,1943 euros e a EDP Renováveis a perder 0,84% para 21,32 euros.

A bolsa de Lisboa segue no meio sessão, desta quarta-feira, a perder 0,16% para 5.988,38 pontos, ao contrário das congêneres europeias que no geral registam ganhos.

Entre as cotadas que mais perdem está o BCP a recuar 0,77% para 0,1943 euros, a EDP Renováveis, que foi considerada pelo Top Employer Institute uma das melhores empresas para trabalhar, segue a perder 0,84% para 21,32 euros.

Por outro lado, The Navigator segue a avançar 1,17% para 3,21 euros e a Altri a valorizar 0,76% para 4,96 euros.

No que diz respeito às congêneres europeias, o alemão DAX segue a avançar 0,16%, o espanhol IBEX 35 a somar 0,82%, o francês CAC 40 a ganhar 0,29% e o FTSE 100 ficou nos 0,00%.

“As praças europeias seguem maioritariamente em alta, depois da confirmação de que a inflação na Zona Euro abrandou dos 10,1% para os 9,2% no mês de dezembro, com destaque para a maior queda sequencial nos preços do consumidor desde agosto de 2020. O índice nacional é a exceção, castigado pelo recuo de Navigator, Jerónimo Martins e EDPR”, explica o analista de mercados, Ramiro Loureiro.

O especialista ainda acrescenta que “o setor Tecnológico lidera as valorizações na Europa, com as empresas de semicondutores em destaque – ASM International dispara mais de 10%, após a revelação de que as vendas preliminares superam previsões”.

Recomendadas

PremiumBancos centrais elevam praças acionistas

As reuniões dos principais bancos centrais criaram otimismo nos mercados financeiros esta semana.

Wall Street fecha no ‘vermelho’ depois de conhecidos dados do emprego

Os Estados Unidos da América criaram 517 mil empregos em janeiro bem acima do projetado.

PremiumNovo embargo à Rússia com impacto no preço do gasóleo na bomba

Um quarto do gasóleo consumido na Europa continua a vir da Rússia, mas a partir de 5 de fevereiro entra em vigor novo embargo. Analistas apontam que preços na bomba estão em risco de sofrer aumentos.
Comentários