Bolsa de Lisboa segue sessão no ‘verde’ com apenas duas cotadas em terreno negativo

As principais bolsas europeias estão em terreno misto, com o DAX (Alemanha) a valorizar 0,79%, o CAC 40 (França) a ganhar 0,76% e o IBEX 35 (Espanha) a crescer 0,22%, enquanto o FTSE 100 (Reino Unido) desvaloriza 0,10%.

A Bolsa de Lisboa encontra-se a meio da sessão desta terça-feira em terreno positivo, a valorizar 1,56% para 5.500,65 pontos, com apenas duas cotadas em terreno negativo.

A Altri lidera nos ganhos, a valorizar 3,82%, com as suas ações a valerem 5,18 euros, seguida da Sonae, que ganha 2,80% para os 0,8635 euros, enquanto a Greenvolt cresce 2,60% para os 8,68 euros.

A Jerónimo Martins também está a valorizar 2,30%, com as suas ações a valerem 21,36 euros, a EDP está a ganhar 1% para os 4,65 euros, a Galp sobe 0,90% para os 9,44 euros e o BCP cresce 0,75% para os 0,1351 euros.

Há apenas duas cotadas no ‘vermelho’. Os CTT seguem a sessão a desvalorizar 0,57%, com as suas ações a valerem 2,60 euros, seguidos da Semapa, que perde 0,16% para os 12,32 euros.

As principais bolsas europeias estão em terreno misto, com o DAX (Alemanha) a valorizar 0,79%, o CAC 40 (França) a ganhar 0,76% e o IBEX 35 (Espanha) a crescer 0,22%, enquanto o FTSE 100 (Reino Unido) desvaloriza 0,10%.

O analista de mercados do Millenium BCP destaca que as praças europeias perdem algum fulgor e negoceiam agora entre as perdas do índice italiano e os ganhos do índice português, onde Altri, Greenvolt, EDP Renováveis e Sonae a negoceiam com valorizações acima dos 2%.

“A pressionar o sentimento podem estar os alertas da Goldman Sachs e BlackRock sobre os mercados acionistas ainda não terem incorporado o risco de uma recessão global”, aponta o analista.

Ramiro Loureiro salienta que no exterior o sector de Viagens & Lazer lidera os ganhos na Europa, e o de Recursos Naturais segue em segundo, animado pelas subidas dos preços das matérias-primas como o cobre, minério de ferro e o ouro.

“No seio empresarial as empresas de semicondutores apresentam-se em bom plano”, diz ainda.

O preço do barril de petróleo está a valorizar, com o brent a subir 1,53% para os 84,13 dólares e o crude a ganhar 1,43% para os 77,81 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma valorização de 0,27% face ao dólar, para os 0,9632 euros.

Recomendadas

Wall Street encerra sessão com índices a desvalorizar mais de 1%

No fim de sessão em Wall Street o Dow Jones perde 1,45% para 33.849,46 pontos, o S&P 500 cai 1,51% para 3.965,30 pontos e o tecnológico Nasdaq cede 1,58% para 11.049,50 pontos. 

PSI cai em linha com Europa. Greenvolt e BCP lideram perdas

Dos quinze títulos apenas três fecharam em alta em Lisboa. Lá fora, “o ambiente de contestação social que se vive na China, onde se intensificam os protestos contra a política de Covid zero, está a gerar desconforto aos investidores e que desta forma descontam o mesmo nas bolsas”, realça o analista da MTrader.

Lagarde avisa que taxas de juro vão continuar a subir

Dados da inflação na zona euro em novembro vão ser conhecidos esta semana. BCE reúne-se em meados de dezembro.
Comentários