Bolsa de Lisboa segue sessão no ‘vermelho’. Apenas a Galp está no ‘verde’

As principais bolsas europeias também estão todas no ‘vermelho’, com o DAX (Alemanha) a perder 2,53%, o FTSE 100 (Reino Unido) a desvalorizar 0,73%, o CAC 40 (França) a cair 1,80% e o IBEX 35 (Espanha) a perder 1,67%.

A Bolsa de Lisboa (PSI) encontra-se a meio da sessão desta segunda-feira no ‘vermelho’, a desvalorizar 0,90%, para 5.950,80 pontos, com apenas a Galp em terreno positivo.

A The Navigator lidera nas perdas, a desvalorizar 2,75%, com as suas ações a valerem 3,82 euros, seguida do BCP, que perde 2,64% para os 0,1439 euros, enquanto a Altri cai 2,62% para os 5,39 euros.

A Jerónimo Martins também segue a sessão a perder 1,27%, com as suas ações a valerem 21,80 euros, enquanto a EDP perde 0,08%, com as suas ações nos 4,75 euros.

As principais bolsas europeias também estão todas no ‘vermelho’, com o DAX (Alemanha) a perder 2,53%, o CAC 40 (França) a cair 1,80%, o IBEX 35 (Espanha) a perder 1,67% e o FTSE 100 (Reino Unido) a desvalorizar 0,73%.

O analista de mercados do Millenium BCP, Ramiro Loureiro, destaca que as bolsas europeias seguem em baixa relativamente expressiva, com as quedas a ultrapassarem os 2% no índice alemão DAX, no dia em que as congéneres de Wall Street estarão encerradas devido a feriado nos Estados Unidos.

“A escalada dos preços do gás natural depois da Rússia ter decido manter o Nordstream1 encerrado é uma das grandes condicionantes, fazendo aumentar os receios de que a subida dos custos energéticos possa continuar a levar a inflação para níveis recorde, numa semana em que o BCE vai reunir para as suas decisões de política monetária”, sublinha, acrescentando que o mercado atribui elevada probabilidade a uma subida de 75 pontos base na taxa de juro diretora para a Zona Euro.

“Adicionalmente, o sector das Utilities na Alemanha mostra-se castigado pelo plano do Governo em taxar lucros inesperados das empresas energéticas, encaixe que será usado para distribuir pelos consumidores. A revelação de que a atividade nos serviços da Zona Euro entrou inesperadamente em contração em agosto e alimenta temores de recessão económica, com o efeito a fazer-se sentir em sectores cíclicos como Automóvel ou o Tecnológico”, realça o analista.

O preço do barril de petróleo está a valorizar, com o brent a ganhar 2,83% para os 95,65 dólares e o crude a subir 2,59% para os 89,12 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma desvalorização de 0,17% face ao dólar, para os 0,9934 dólares.

[Atualizada às 12h15]

Recomendadas

Wall Street fecha eufórica com vislumbre do abrandamento da subida das taxas da Fed

Nasdaq foi o índice estrela de Wall Street. A justificar a subida das ações está a descida do ISM dos EUA para mínimos de mais de dois anos, que reforçou a narrativa de que a Fed está a ter sucesso no arrefecimento da economia, pelo que poderá abrandar o aperto da política monetária.

Musk avança para a compra do Twitter e ações disparam 22%

O CEO da Tesla, Elon Musk, voltou atrás na negociação e concordou em comprar o Twitter pelo preço original acordado de 44 mil milhões de dólares. As negociações da tecnológica na bolsa norte-americana foram interrompidas aquando do anúncio e retomaram a valorizar 22%.

‘Green bonds’. EDP avança com nova emissão de 500 milhões

Em menos de 24 horas, a EDP anuncia que vai aos mercados buscar mil milhões para financiar projetos de energias renováveis.
Comentários