Bolsa de Lisboa segue sessão no ‘vermelho’ com Altri a tombar mais de 7%

As principais bolsas europeias estão em terreno positivo, com o DAX (Alemanha) a ganhar 0,33%, o FTSE 100 (Reino Unido) a valorizar 0,35% e o CAC 40 (França) a subir 0,28%, à exceção do IBEX 35 (Espanha) que está a desvalorizar 0,03%.

A Bolsa de Lisboa (PSI) encontra-se a meio da sessão desta segunda-feira no ‘vermelho’, a desvalorizar 0,06%, para 6.119,73 pontos, com a Altri a tombar mais de 7%.

A Altri lidera nas perdas, desvalorizando 7,64% com as suas ações a valerem 5,32 euros, seguida da The Navigator, que perde 1,59% para os 3,96 euros, enquanto a Sonae desvaloriza 1,59% para os 1,0940 euros.

A Corticeira Amorim lideram nos ganhos, valorizando 1,15%, com as suas ações a valerem 10,52 euros, seguida da REN, que ganha 1,08% para os 2,795 euros, enquanto os CTT valorizam 0,90% para os 3,37 euros.

As principais bolsas europeias estão em terreno positivo, com o DAX (Alemanha) a ganhar 0,33%, o FTSE 100 (Reino Unido) a valorizar 0,35% e o CAC 40 (França) a subir 0,28%, à exceção do IBEX 35 (Espanha) que está a desvalorizar 0,03%.

O analista de mercados do Millenium BCP, Ramiro Loureiro, destaca que a generalidade das principais praças europeias ganhou otimismo esta manhã e segue agora em alta.

“A confirmação de que a atividade industrial na Zona Euro entrou em contração no mês de julho, travada pela contração em geografias como Itália, França, Alemanha e Espanha, acabou por ser bem recebida pelos investidores, até porque os indicadores preliminares sinalizavam um ritmo de queda mais acentuado”, aponta o analista.

Ramiro Loureiro sublinha que o PSI segue mais fraco, “uma vez mais condicionado pela queda expressiva das ações da Altri, a segunda consecutiva, que sofreu um corte de recomendação por parte de uma casa de investimento internacional”.

“No exterior a Rheinmetall, que recebeu duas recomendações de compra, é das mais animadas no Stoxx 600, tal como o HSBC, em reação a contas acima do esperado”, frisa ainda.

O preço do barril de petróleo está a desvalorizar, com o brent a perder 1,33% para os 102,59 dólares e o crude a desvalorizar 1,70% para os 96,94 dólares.

No mercado cambial, o euro está a ter uma valorização de 0,35% face ao dólar, para os 1,0254 dólares.

Recomendadas

Wall Street encerra sessão apenas com Dow Jones no verde

As ações valorizaram nas negociações da abertura, mas perderam intensidade à medida que o dia avançou. 

Bolsa de Lisboa encerra no ‘verde’ com Greenvolt a liderar nos ganhos

O preço do barril de petróleo está a subir, com o brent a avançar 1,26% para os 96,12 dólares e o crude a subir 1,02% para os 90,11 dólares.

Emissões de títulos excederam amortizações em 1.783 milhões de euros em junho

De acordo com o Banco de Portugal, “o sector financeiro foi o que mais contribuiu para este resultado”, com as emissões de títulos a excederem as amortizações em 1.556 milhões de euros.
Comentários