Bolsa de Nova Iorque em alta com avanços das negociações sobre novo pacote de estímulos

As negociações no Congresso sobre o novo pacote de estímulos prosseguiram pela noite dentro, com os democratas e republicanos a mostrarem maior disponibilidade para um novo apoio público contra o impacto da Covid-19 na economia.

Traders work on the floor of the New York Stock Exchange (NYSE) shortly after the opening bell in New York, U.S., January 3, 2017. REUTERS/Lucas Jackson

Os três principais índices da bolsa de Nova Iorque iniciaram a sessão desta terça-feira em alta, com o sentimento do mercado impulsionado com os progressos das negociações sobre um novo pacote de estímulos económicos, horas depois de Joe Biden ter sido confirmado o próximo presidente dos Estados Unidos pelo Colégio Eleitoral.

No início da negociação, o Dow Jones subia 0,57%, para 30.030,47 pontos; o S&P 500 avançava 0,78%, para 3.675,82 pontos; e o Nasdaq ganhava 0,83%, para 12.542,81 pontos.

As negociações no Congresso sobre o novo pacote de estímulos prosseguiram pela noite dentro, com os democratas e republicanos a mostrarem maior disponibilidade para um novo apoio público contra o impacto da Covid-19 na economia.

“Wall Street arranca em alta, perante as expectativas de chegada de novos estímulos económicos, numa altura em que o ‘stay-at-home‘ volta a ser reforçado nos EUA, após o mayor de Nova Iorque, Bill de Blasio, ter alertado sobre a possibilidade real de encerramento total da cidade de forma a desacelerar o número de novos contágios por Coronavírus”, avançou o analista de mercados do Millennium bcp, Ramiro Loureiro.

O analista lembrou ainda que “a vacina da Moderna pode em breve juntar-se à da Pfizer na distribuição à população, uma vez que o FDA anuncia as decisões da sua revisão para uso de emergência na próxima sexta-feira”, o que constitui “um dado que pode igualmente estar a animar os investidores”.

Sobre a confirmação de Joe Biden como o próximo presidente norte-americano, Ramiro Loureiro afirmou que “confere tranquilidade” ao mercado.

Nas matérias-primas, o preço do petróleo está em alta. Em Londres, o barril de Brent avança 0,26%, para 50,42 dólares e, em Nova Iorque, o WTI ganha 0,57%, para 47,26 dólares.

Relacionadas

Wall Street fecha mista em dia de fusões e aquisições nos EUA

A AstraZeneca anunciou a aquisição da Alexion por 39 mil milhões de dólares. Uma operação que abrirá portas para a área de imunologia. Hoje a empresa de jogos EA lançou uma oferta concorrente à da Take-Two pela Codemasters.

Bolsa portuguesa acompanha Europa em queda. EDP Renováveis, NOS e BCP pressionam PSI 20

PSI 20 cai 0,62%, para 4.750,38 pontos, em linha com as principais congéneres europeias.
Recomendadas

Bolsa de Lisboa abre a cair 0,52%

No resto da Europa, as subidas foram mais expressivas, com os investidores à espera de medidas de política monetária menos agressivas nas próximas reuniões dos bancos centrais.

Wall Street fecha eufórica com vislumbre do abrandamento da subida das taxas da Fed

Nasdaq foi o índice estrela de Wall Street. A justificar a subida das ações está a descida do ISM dos EUA para mínimos de mais de dois anos, que reforçou a narrativa de que a Fed está a ter sucesso no arrefecimento da economia, pelo que poderá abrandar o aperto da política monetária.

Musk avança para a compra do Twitter e ações disparam 22%

O CEO da Tesla, Elon Musk, voltou atrás na negociação e concordou em comprar o Twitter pelo preço original acordado de 44 mil milhões de dólares. As negociações da tecnológica na bolsa norte-americana foram interrompidas aquando do anúncio e retomaram a valorizar 22%.
Comentários