Bolsa portuguesa acorda em alta depois de recordes de Wall Street

O principal índice do bolsista português, PSI 20, ganha 0,76% para 4.675,29 pontos, em linha com a maioria das praças europeias. A Europa reflete os ganhos registados um dia após o Natal nos mercados norte-americano e asiático.

A bolsa nacional abriu sessão em alta esta quinta-feira, dia 27 de dezembro, impulsionado pelo setor do retalho. O principal índice do bolsista português, PSI 20, ganha 0,76% para 4.675,29 pontos, em linha com a maioria das praças europeias. A Europa reflete os ganhos registados um dia após o Natal nos mercados norte-americano e asiático.

A Mota-Engil é a cotada que mais sobe, estando a valorizar 3,15% para 1,572 euros. No setor do retalho, a Sonae avança 1,96% para 0,806 euros e a Jerónimo Martins soma 1,68% para 10,275 euros.

Entre as papeleiras, a Altri avança 2,01% para 5,590 euros, a Navigator sobe 1,19% para 3,568 euros e a Semapa soma 0,79% para 12,820 euros. Em alta estão ainda o BCP (1,10%), a Corticeira Amorim (1,64%), os CTT (1,02%), a Galp Energia (1,81%), a REN (0,25%) e a Sonae Capital (1,53%).

Em terreno negativo destaca-se a EDP Renováveis, que recua 1,32% para 7,500 euros. A casa-mãe, EDP, perde 0,34% para 2,974 euros. A seguir a tendência estão ainda a NOS (-0,29%), a Pharol (-0,35%) e a Ibersol (-1,49%).

As restantes praças europeias estão a negociar em terreno misto. Em terreno positivo, o francês CAC valoriza 1,10%, e o espanhol IBEX 35 avança 0,49%, o holandês AEX soma 1,12% e o britânico FTSE 100 soma 0,22%. Em contraciclo, o índice alemão DAX perde ligeiramente 0,05% e o italiano FTSE MIB deprecia 0,43%.

“Os investidores europeus regressam hoje ao mercado e terão que reagir às quedas registadas pelos mercados americanos no cômpito das últimas sessões. No entanto, considerando o bom desempenho de Wall Street no dia de ontem (que registou o maior rally desde 2009), este sinal positivo dado por Wall Street poderá prevalecer no sentimento dos investidores do Velho Continente”, afirmam os analistas do BPI Online.

Esta quarta-feira, as bolsas norte-americanas encerraram com fortes ganhos, recuperando das perdas das últimas sessões. O índice Dow Jones encerrou a somar 4,98% para 22.877,43 pontos, tendo disparado mais de 1.000 pontos numa só sessão, pela primeira vez na história. Já o S & P 500 ganhou 4,96% para 2.467,76 pontos e o tecnológico Nasdaq avançou 5,84% para 6.554,35 pontos.

No setor petrolífero, a cotação do barril de Brent, que serve de referência para a Europa, perde 2,10% para 54,13 euros, enquanto a cotação do crude WTI recua 1,82%, para 45,76 dólares por barril.

No mercado cambial, o euro aprecia 0,33% para 1,139 dólares e a libra soma 0,22% para 1,266 dólares.

Recomendadas

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta semana

Uma semana rica em dados da inflação na Europa, que os mercados analisarão com atenção na busca de sinais sobre a política monetária de médio-prazo do BCE, que tem vários responsáveis a discursar. Também nos EUA e Inglaterra os responsáveis pelos bancos centrais discursam na antecâmara da última reunião do ano.

PremiumBCE e Fed avaliam peso da subida de juros e ritmo pode abrandar nas próximas reuniões

As atas das mais recentes reuniões de política monetária na zona euro e EUA mostram uma preocupação de ambos os bancos centrais com o abrandamento da economia, dando esperanças de subidas menos expressivas dos juros nos próximos meses, embora os sinais neste sentido sejam mais fortes do outro lado do Atlântico.

Musk tinha um plano para o Twitter? Veja as escolhas da semana no “Mercados em Ação”

Conheça as escolhas da semana do programa da plataforma multimédia JE TV numa edição que contou com a análise de Nuno Sousa Pereira, head of investments da Sixty Degrees.
Comentários