Bolsa volta a abrir no ‘vermelho’ com Galp a liderar perdas

O petróleo está a ser negociado em queda, com o brent a cair 1,90% para os 109,62 euros e o crude a descer 2,18% para os 103,88 euros.

A bolsa de Lisboa voltou a abrir no ‘vermelho’, com uma descida de 0,57% para os 5,887.22 pontos.

As perdas são lideradas pela Galp Energia que desvaloriza 1,85% para os 10,89 euros, seguida pela Altri que quebra 1,28% para os 6,17 euros, e a Navigator que desce 1,11% para os 3,74 euros.

A Corticeira Amorim está a contrair a tendência com uma subida de 0,78% para os 10,40 euros.

As bolsas europeias estão também no vermelho com o DAX (Alemanha) a descer 0,48%, o FTSE 100 (Reino Unido) a cair 0,66%, o CAC 40 (França) a desvalorizar 0,64%, e o IBEX 35 (Espanha) a cair 0,80%.

Os receios de uma recessão à escala global continua a justificar as quebras nas bolsas europeias, diz a research da BA&N.

“O medo de recessão também está a ter forte impacto noutros ativos além das ações. Os investidores refugiaram-se nas obrigações, que tendem a registar um bom desempenho em tempos de contração económica”, acrescenta a BA&N.

O petróleo está em quebra, estando a ser negociado abaixo dos 110 euros. O brent está a cair 1,90% para os 109,62 euros e o crude desce 2,18% para os 103,88 euros.

A pressionar a descida de preços do petróleo estão os “receios de recessão e possíveis cortes nos impostos sobre combustíveis nos Estados Unidos da América”, de acordo com a XTB.

Atualizado às 09h14

Recomendadas

PremiumBitcoin sob pressão com receios sobre economia mundial

As criptomoedas estão a recuperar após fortes quedas, mas os analistas alertam que o movimento pode não ter sustentação.

Wall Street encerra sessão com índices a ganhar mais de 2,50%

Os mercados financeiros têm estado agitados, mas recuperaram e encerraram a semana a negociar no verde.

Bruxelas quer emitir 50 mil milhões de euros em obrigações para financiar NextGenerationEU

Bruxelas anunciou o programa de financiamento para entre julho e dezembro.
Comentários