Bolsas europeias mistas pendentes da eleição do Presidente na Grécia

As principais bolsas europeias estão hoje com tendências diversas, numa sessão que se prevê calma, no dia em que na Grécia o parlamento vai tentar pela segunda vez eleger o Presidente da República. Cerca das 09h10 de hoje em Lisboa, o EuroStoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir […]

As principais bolsas europeias estão hoje com tendências diversas, numa sessão que se prevê calma, no dia em que na Grécia o parlamento vai tentar pela segunda vez eleger o Presidente da República.

Cerca das 09h10 de hoje em Lisboa, o EuroStoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir 0,31% para 3.164,72 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam em alta, a avançar 0,55%, 0,47% e 0,17%, respetivamente, enquanto as de Madrid e Milão estavam a recuar 0,05% e 0,10%.

Depois de abrir em alta, a Bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:10, o principal índice, o PSI20, estava a subir 0,64% para 4.900,87 pontos.

Em Nova Iorque, Wall Street encerrou na segunda-feira em alta, com o Dow Jones a subir 0,87%, para 17.959,44 pontos, um novo máximo histórico desde que foi criado há 128 anos.

Na agenda de hoje dos investidores está a publicação nos Estados Unidos dos dados do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre.

Também nos Estados Unidos, a Universidade de Michigan publicará indicadores da confiança dos consumidores na economia norte-americana em dezembro.

Entretanto, os investidores continuam pendentes da evolução da situação na Grécia e na Rússia, bem como da do preço do petróleo.

Na Grécia, o parlamento faz hoje uma segunda tentativa para eleger o Presidente da República, tendo ainda uma terceira hipótese este ano, cujo resultado pode forçar a realização de eleições legislativas antecipadas.

OJE/Lusa

Recomendadas

Wall Street regressa aos ganhos a meio da semana

A Apple destacou-se esta quarta-feira por afundar mais de 4%, na sequência de a gigante liderada por Tim Cook ter posto na gaveta o seu plano para aumentar a produção dos seus novos iPhones, mas as ações acabaram por encerrar a sessão com uma perda de pouco mais de 1%.

BCP cai 5% e arrasta bolsa de Lisboa para terreno negativo numa Europa mista

“O índice nacional esteve pressionado pela queda de 5% do BCP, numa sessão onde o setor Bancário demonstrou a pior performance na Europa”, escreveu o analista do Millennium BCP, Ramiro Loureiro, na sua análise de fecho de mercados.

CMVM publica cinco decisões de contraordenação, incluindo a coima de 75 mil euros à Orey Antunes

Na base das decisões da CMVM estão três processos por violação de deveres de atuação dos auditores. O processo contra a Orey Antunes por não ter divulgado os documentos de prestação de contas anuais e um processo por violação de deveres dos intermediários financeiros.