Bolsas europeias regressam ao verde e PSI-20 não é exceção

Na Europa Just Eat e Delivery Hero estiveram animadas em dia de ganhos, mas apenas a empresa alemão se destacou com uma subida de mais de 7%. A trazer algum otimismo estiveram as notícias de que o regulador norte-americano poderá autorizar já esta semana os comprimidos contra a Covid-19 da Pfizer e da Merck.

O PSI-20 fechou a subir 0,15% para 5.459,66 pontos, com a Corticeira Amorim a liderar as subidas (+2,29% para 10,74 euros). Isto no dia em que o CaixaBank/BPI divulgam as ações ibéricas preferidas e que inclui a Corticeira Amorim. A “CoRe list” do CaixaBank, retirou o BCP e por isso passou apenas a incluir três cotadas portuguesas: a EDP, a Corticeira Amorim e a Navigator.

Destaca-se também a Ramada com uma subida de +2,83% para 7,26 euros. Também a subir mais de 1% fecharam a Altri (+1,54% para 5,29 euros); os CTT (+1,76% para 4,33 euros); e a Mota-Engil (+1,37% para 1,261 euros).

O BCP, apesar de ter sido excluído das ações ibéricas preferidas do CaixaBank, subiu +0,37% para 0,1347 euros. A NOS e a Ibersol destacam-se pela negativa. A telco caiu -1,53% para 3,34 euros, e a empresa de restauração recuou -1,12% para 5,3 euros.

Em termos de notícias há a destacar o empreendimento de hidrogénio de Sines da EDP que arranca em 2023. A utility portuguesa diz que a construção do projeto de produção de hidrogénio GreenH2Atlantic está prevista para começar em 2023. Será construído numa central elétrica em Sines e deverá começar a operar em 2025. Trata-se de um projecto a desenvolver por um grupo de empresas que inclui também Galp, Engie, Bondalti, Martifer e Vestas Wind Systems. Terá um eletrolisador de 100 megawatts que pode ser vinculado à energia renovável local obtida a partir de projetos de energia solar e eólica.

As ações da EDP subiram +0,21% para 4,77 euros.

Na Europa o verde dominou. O EuroStoxx 50 subiu 1,01% para 4.217 pontos e o Stoxx 600 avançou 0,77%.

O FTSE 100 valorizou 0,61% para 7.341,66 pontos; o CAC 40 avançou 1,24% para 7.051,7 pontos; o DAX ganhou 0,95% para 15.593,5 pontos; o FTSE MIB fechou com ganhos de 0,66% para 26.827,9 pontos; por fim o IBEX subiu 0,85% para 8.459,1 pontos.

Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium investment banking, destaca a Delivery Hero (multinacional alemã de entrega de comida online com sede em Berlim) na sessão europeia.

“Praças europeias encerram em alta, numa sessão onde a negociação no Euro Stoxx50 às 16h30m  foi cerca de 48% inferior à média das últimas 20 sessões, algo que é normal neste período natalício”, diz o analista da Mtrader.

“A trazer algum otimismo estiveram as notícias de que o regulador norte-americano poderá autorizar já esta semana os comprimidos contra a Covid-19 da Pfizer e da Merck, bem como, os estudos vindos da Escócia e África do Sul, que indicaram que a variante Ómicron está associada a uma redução significativa no risco de hospitalizações em comparação com a variante Delta”, explica o analista.

Os ganhos foram transversais a todos os sectores com o tecnológico a liderar as valorizações.

“O índice britânico demonstrou uma valorização inferior à generalidade dos congéneres europeus, uma vez que as exportações no Reino Unido contraíram mais do que o esperado no terceiro trimestre e as importações cresceram menos que o estimado. O que acabou  por ofuscar parcialmente as declarações de Boris Johnson, em que descartou restrições mais rígidas antes do Natal e o apoio governamental às empresas de mil milhões de libras para ajudar a compensar perdas de receitas”, refere a Mtrader.

No universo empresarial a Delivery Hero foi destaque pela positiva ao subir 7,37%, após afirmar que irá encerrar o negócio de entregas na Alemanha e alienar o negócio no Japão.

Já no plano macroeconómico foi revelado que os preços no produtor voltaram a subir no mês do novembro em Espanha e em especial em França, efeito que a passar para os consumidores poderá gerar maiores pressões inflacionistas em importantes geografias na região da moeda única.

Os preços no produtor em Espanha voltam a subir em novembro e a França registou um disparo dos preços no produtor.

Ontem o Ifo Employment Barometer da Alemanha em dezembro caiu. As empresas alemãs estão menos dispostas a contratar do que no mês anterior.  O barómetro de emprego caiu para 102,9 pontos em dezembro face a 103,9 pontos em novembro. Devido à atual onda do coronavírus, que afecta em especial três atividades hotelaria, eventos e turismo.

À hora do fecho europeu as bolsas norte-americanas negociavam em alta, impulsionadas pela indicação de que a economia norte-americana afinal terá crescido a uma taxa anualizada de 2,3% no terceiro trimestre, acima dos 2,1% anteriormente apontados, puxada pelo desempenho mais robusto que o previsto do consumo pessoal.

O euro aprecia 0,41% para 1,1331 dólares.

O petróleo Brent, em Londres, avança 1,12% para 74,81 dólares. Já o crude West Texas está nesta altura a subir 1,52% para 72,20 dólares.

Finalmente, no que se refere ao mercado de dívida pública, as bunds alemãs sobem 1,41 pontos base para -0,30%. Já a dívida portuguesa dispara 2,04 pontos base para 0,36% e a espanhola agrava 1,79 pontos base para 0,46%. A dívida italiana a 10 anos escala, por sua vez, 4,37 pontos base para 1,05%.

Recomendadas

PremiumBCE e Fed avaliam peso da subida de juros e ritmo pode abrandar nas próximas reuniões

As atas das mais recentes reuniões de política monetária na zona euro e EUA mostram uma preocupação de ambos os bancos centrais com o abrandamento da economia, dando esperanças de subidas menos expressivas dos juros nos próximos meses, embora os sinais neste sentido sejam mais fortes do outro lado do Atlântico.

Musk tinha um plano para o Twitter? Veja as escolhas da semana no “Mercados em Ação”

Conheça as escolhas da semana do programa da plataforma multimédia JE TV numa edição que contou com a análise de Nuno Sousa Pereira, head of investments da Sixty Degrees.

PSI encerra no ‘vermelho’ em contra ciclo com a Europa

Lá fora, as principais praças europeias negociaram maioritariamente em terreno positivo. O FTSE 100 valorizou 0,32%, o CAC 40 ganhou 0,08%, e o DAX apreciou 0,01%. O espanhol IBEX 35 manteve-se estável.
Comentários