Bolsas nos EUA fecham praticamente inalteradas

Wall Street fechou com variações ligeiras, com a pressão da banca a ser contrabalançada pelos títulos mais defensivos.

Stringer/Reuters

As praças acionistas nos Estados Unidos fecharam perto da linha de água, num dia de volumes reduzidos devido à quadra festiva, e com as quedas na banca a serem contrariadas por ganhos em setores defensivos como as elétricas.

O Dow Jones e o S&P 500 deslizaram 0,07%, enquanto o Nasdaq caiu 0,12%.

No mercado petrolífero a tendência positiva das últimas nove sessões foi invertida. Segundo a Energy Information Administration, os ‘stocks’ de crude nos EUA na semana passada subiram 614 mil barris, face a uma estimativa de uma queda de 1,5 milhões numa sondagem da Bloomberg.

O aumento dos inventários foi o segundo seguido e veio quebrar o sentimento positivo que se verificava no mercado com o iminente corte na produção acordado pelos membros da OPEP e outros produtores.

O preço do barril de Brent cai 0,16% para 56,76 dólares, enquanto o de Crude WTI perde 0,43% para 53,83 dólares.

Relacionadas

Wall Street na linha de água em sessão com pouca liquidez

Bolsas norte-americanas em modo de pausa negoceiam sem grandes variações, numa sessão em que dados sobre uma subida nos ‘stocks’ quebra uma série de ganhos no crude.

PSI 20 sobe com apoio do BCP em retoma e contraria Europa negativa

Ações do BCP recuperaram parcialmente depois de duas sessões em que tocaram novos mínimo de sempre.

Wall Street fecha em baixa e Dow Jones afasta-se dos 20 mil pontos

Hoje a sessão foi marcada pela notícia de que Trump irá anunciar medidas benéficas para os trabalhadores dos EUA; pela notícia de que a McDonalds vai vender o seu negócio na China e Hong Kong ao chinês Citi ou ao norte-americano Carlyle; e pela alta do petróleo.
Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários