Borba: João Galamba acusa antecessor de ter “ignorado” alerta em 2014

Em 2014, a então Direção Regional de Economia do Alentejo “fez vários alertas à Câmara de Borba, participou em reuniões que já foram documentadas publicamente e avisou, enviou o seu alerta, o resultado do seu trabalho, à Secretaria de Estado da Energia do Governo anterior, ao secretário de Estado Artur Trindade”, disse João Galamba.

O secretário de Estado da Energia acusou hoje o antecessor em funções em 2014, no Governo PSD/CDS-PP, de ter “ignorado” o “alerta” dos serviços de Economia do Alentejo sobre o risco da estrada e das pedreiras em Borba.

Em 2014, a então Direção Regional de Economia do Alentejo, que foi posteriormente integrada na Direção-Geral de Energia e Geologia, “fez vários alertas à Câmara de Borba, participou em reuniões que já foram documentadas publicamente e avisou, enviou o seu alerta, o resultado do seu trabalho, à Secretaria de Estado da Energia do Governo anterior, ao secretário de Estado Artur Trindade”, disse João Galamba em declarações à agência Lusa.

No entanto, acusou João Galamba, “esse alerta não teve seguimento, foi recebido e ignorado”, porque “entendeu-se que não cabia à secretaria de Estado e ao Governo anterior ter qualquer iniciativa ou diligência sobre essa matéria”.

Em 2014, a então Direção Regional de Economia do Alentejo “alertou em reuniões, até tidas com a Câmara de Borba, que havia de facto um risco e alertou também o Governo”, insistiu, frisando que “o único Governo que foi alertado para o risco da estrada e das pedreiras de Borba foi o Governo anterior, esse foi o único Governo que recebeu um alerta”.

Recomendadas

Portugal sobe duas posições no Ranking Mundial de Talento e é agora o 24.º mais competitivo

Portugal melhora sobretudo na Investigação & Desenvolvimento e na Preparação. O podium mundial é liderado pela Suíça, Suécia e Islândia, as três economias mais competitivas em talento a nível mundial entre os 63 países analisados pela escola de negócios IMD.

António Costa: Ambiente+Simples ajuda investimento nas renováveis

O primeiro-ministro afirmou que a desburocratização e a digitalização da administração pública é fundamental para reduzir custos e facilitar o investimento nas renováveis.

Presidente do Peru detido após ser destituído e acusado de golpe de Estado

Pedro Castillo foi detido e está na sede da polícia de Lima, depois de ter sido destituído pelo Congresso, acusado de tentar executar um golpe de Estado ao anunciar a sua dissolução.
Comentários