PremiumBorras de café, a nova coqueluche

Há quintas urbanas a utilizar, para cultivar cogumelos, borras de café, a mesma substância que investigadoras da Universidade de Aveiro descobriram ser útil na construção civil. Conheça também os Re:Ground, ténis feitos com café reciclado.

Dos cafés e restaurantes onde é consumido café Delta, chegam as borras de café que servem de “terreno” para produzir cogumelos que são depois vendidos à restauração.

É a este círculo de sustentabilidade que empresa do grupo Nabeiro e a startup Nãm Urban Farms querem dar força e com isso aumentar de uma para quatro toneladas a produção de cogumelos, o significa a transformação de o equivalente a três para 12 toneladas de café para um novo fim.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumTapisco tem novos petiscos

O chef Henrique Sá Pessoa é uma das referências consolidadas no atual panorama gastronómico nacional com uma carreira de mérito reconhecido e renovado com a atribuição de duas estrelas Michelin.

PremiumDo pessimismo à esperança

Entrevistar alguém que pensa e estuda sistemas na área de ‘business innovation’ pode soar a algo demasiado conceptual ou abstrato. Nada disso. A pessoa em questão, Tima Bansal, é professora há cerca de três décadas. Acredita que a Educação pode fazer a diferença e afirma que nos últimos cinco anos começou a desenhar-se uma mudança de mentalidade nas ‘business schools’. E não só.

PremiumBem-estar e património natural e cultural em Terras de Bouro

O projeto turístico de promoção das valências de Terras de Bouro ligadas ao turismo de bem-estar, o ‘minH2O Wellness Experience by Terras de Bouro’ visa promover uma tendência que, a breve prazo, significará, a nível mundial, um valor cinco vezes superior ao PIB português.
Comentários