Botelho Miguel é o novo diretor nacional do SEF

O tenente-general Botelho Miguel exerceu vários cargos de comando entre 2010 e 2020 na Guarda Nacional Republicana, tendo cessado funções como Comandante-Geral em julho. Substitui no cargo Cristina Gatões que se demitiu devido à morte do cidadão ucraniano em março no aeroporto de Lisboa.

SEF

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras tem um novo diretor nacional, anunciou hoje o ministério da Administração Interna.

“O tenente-general Luís Francisco Botelho Miguel foi designado pelo Primeiro-Ministro, António Costa, e pelo Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, como Diretor Nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, para dirigir o processo de reestruturação deste Serviço e assegurar a separação orgânica entre as suas funções policiais e as funções administrativas de autorização e documentação de imigrantes”, pode-se ler no comunicado da tutela.

O novo diretor substitui Cristina Gatões que se demitiu depois da morte do cidadão ucraniano Ihor Homeniuk em março no aeroporto de Lisboa. Três inspetores do SEF são suspeitos de serem os responsáveis pelo homicídio e aguardam agora julgamento

Botelho Miguel, “natural de Lisboa, é mestre em Ciências Militares – ramo de Artilharia – e licenciado em Engenharia de Sistemas Decisionais”.

O tenente-general Botelho Miguel “exerceu vários cargos de comando entre 2010 e 2020 na Guarda Nacional Republicana, onde cessou funções como Comandante-Geral em julho”.

 

 

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.
Comentários