BP investiu em Angola mais de 26 mil milhões de euros em 25 anos

A British Petroleum (BP) já investiu em Angola mais de 26 mil milhões de euros em vários projetos para exploração de petróleo e gás, e mais de 87 milhões de euros em projetos sociais, anunciou hoje a petrolífera, em Luanda.

Bob Dudley, CEO da BP

Segundo o presidente do conselho de administração da BP, Bob Dudley, que falava hoje, em Luanda, durante a cerimónia de assinatura de alguns acordos e memorandos com a petrolífera angolana Sonangol, a instituição “conhece muito bem” Angola.

“Na BP conhecemos Angola muito bem. Estamos aqui, neste país, com mais de 25 anos e temos sido um dos maiores contribuintes no setor energético. Já investimos mais de 30 mil milhões de dólares (26 mil milhões de euros) em Angola e Angola significa cerca de 10% da produção global da BP”, disse.

A petrolífera britânica e a estatal angolana Sonangol assinaram, hoje, em Luanda, acordos para investimento do desenvolvimento do campo “Platina”, em águas profundas e de licença de extensão do Bloco 18.

Assinaram também, em cerimónia que teve lugar na sede da Sonangol, memorandos de entendimento sobre um possível acesso adicional e exploração no “offshore” de Angola, assim como uma possível colaboração numa instalação de novos produtos e um terminal de petróleo bruto e instalação de armazenamento em Angola.

Bob Dudley fez saber na ocasião que a instituição que dirige investiu já em Angola mais de 100 milhões de dólares (87 milhões de euros) em projetos sociais, como educação e saúde, e que tem cerca de 87% de trabalhadores angolanos “com perspetivas de crescer até 2020”.

“Temos muito orgulho de sermos um negócio em Angola, mas também global. Temos muitos angolanos a trabalharem na BP em todo o mundo. Queremos que a nossa jornada em Angola continue e é por esse motivo que assinamos hoje os acordos”, adiantou.

Por sua vez, Stephen Wills, presidente regional da BP Angola, indicou que a petrolífera, só no Bloco 31, situado em águas ultraprofundas, está a produzir cerca de 110.000 barris de petróleo por dia.

“Pretendemos, juntamente com a Sonangol e com os nossos parceiros, chegar a acordo para estender também esta licença para que seja possível durante vários anos manter o mesmo nível de produção”, observou.

A BP opera em Angola, há mais de 25 anos, nos Blocos 18, em águas profundas, e 31, em águas ultraprofundas.

É ainda parceira nos Blocos 17 e 18, bem como no projeto de gás Angola LNG, detendo uma quota de 10% do total da produção angolana do crude.

Recomendadas

CGD vai continuar com uma posição de capital acima da média da Europa, diz Paulo Macedo

O presidente da Comissão Executiva da CGD disse hoje que o banco vai continuar com uma das maiores redes de agências e com uma posição de capital acima da média da Europa e acima dos bancos portugueses.

Alliance Healthcare tem um novo CEO

Paulo Clímaco Lilaia é o novo CEO da Alliance Healthcare, anunciou a empresa que  armazena e distribui produtos farmacêuticos, em comunicado.

Unicórnio Feedzai nomeia David Henshall para o conselho de administração

O antigo presidente e CEO da norte-americana Citrix Systems juntou-se à gestão da empresa liderada por Nuno Sebastião, conhecida pela sua plataforma digital de gestão de risco e fraude financeira.
Comentários