BPI atualiza salários em 4% quando ainda decorrem negociações com sindicatos

O BPI vai atualizar os salários em 4% a partir deste mês, quando ainda decorrem as negociações salariais com sindicatos, segundo a informação interna do banco a que a Lusa teve acesso.

9 – BPI

Em comunicado interno, divulgado na sexta-feira, a administração do BPI disse que aprovou três medidas para melhoria das condições de remuneração dos funcionários do banco, desde logo que “irá proceder a um aumento salarial de 4% sobre a retribuição base mensal (correspondente ao nível do Acordo Coletivo de Trabalho), como antecipação da negociação coletiva, ainda em curso”.

Ou seja, o BPI faz já atualização salarial enquanto ainda decorre a negociação com os sindicatos.

O Mais Sindicato e o Sindicatos dos Bancários do Centro e o Sindicato dos Bancários do Norte (SBN) reivindicam, para este ano, 8,5% de atualização de tabelas e cláusulas de expressão pecuniária. O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) reivindica 6,25%.

Para já, a contraproposta das instituições financeiras subscritoras do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) do sector é de 2,5% aumento salarial, abaixo das previsões da inflação para este ano, valor que os sindicatos têm considerado indigno. O Banco de Portugal estima uma inflação de 5,8% este ano.

Na comunicação interna, o BPI diz ainda que vai atribuir a todos os funcionários uma “retribuição variável mínima de 1.500 euros” este ano, a pagar em fevereiro.

Fará ainda em fevereiro, com retroativos a janeiro, as designadas ‘progressões de nível salarial’ a que está obrigado pelo ACT, que abrange trabalhadores entre os níveis 5 e 9 (inclusive).

Segundo o BPI, a “adoção destas medidas, em conjunto e com efeitos imediatos, pretende contribuir para ajudar a fazer face à atual situação económica e representa o reconhecimento do esforço, compromisso, dedicação e profissionalismo de todos os colaboradores”.

O BPI é detido pelo grupo espanhol Caixabank.

Em novembro passado, em Espanha, os sindicatos CCOO e UGT acordaram com a Asociación Española de Banca una subida dos salários de 4,5% para 2023.

Recomendadas

MDS compra mediadora Pacific Insurance

A MDS comprou a Pacific Insurance e desta forma anexa 4 milhões de euros em prémios à sua carteira de seguros.

“Não vejo as fintech como uma grande ameaça à banca”. Veja a entrevista ao CEO da Nickel, Thomas Courtois

A Nickel quer abrir 2.500 balcões e alcançar 450 mil clientes em Portugal nos próximos cinco anos, mas o CEO da fintech francesa não se compromete a manter a anuidade de 20,80 para sempre. A crise na banca abriu a porta a novos players, mas coexistência é possível, diz em entrevista à JE TV.

Justiça suíça abre processo sobre fuga de informação no Credit Suisse

Em fevereiro de 2022 foram expostas mais de 18 mil contas do Credit Suisse que estarão ligadas a empresários sobre os quais recaem sanções ligadas à violação dos direitos humanos, e pessoas envolvidas em esquemas de fraude.
Comentários