BPI eleito “Banco do Ano 2022” pela revista The Banker

“O BPI tem a liquidez e o capital para continuar a apoiar a economia, a transição para a descarbonização, sem nunca esquecer o nosso compromisso com a banca responsável, num ambiente económico que requer um apoio especial aos mais vulneráveis”, refere o CEO.

Cristina Bernardo

O BPI foi reconhecido como “Banco do Ano 2022” em Portugal pela revista britânica The Banker, do Grupo Financial Times.

O banco explica que é  segunda vez nos últimos três anos que recebe este prémio, concedido anualmente em Londres, e que distingue os principais bancos de mais de 150 países que superam “de forma relevante” os desafios que o sector enfrenta, incluindo a sua capacidade de liderar em matéria de dinamismo comercial e inovação nos respetivos mercados.

Na sua análise, os editores da revista The Banker assinalam que o BPI se destacou entre os seus pares em três áreas fundamentais, a solidez financeira e rácio de créditos não produtivos (NPL), que é o melhor em Portugal; a transformação digital e lançamento de soluções inovadoras, tais como um simulador hipotecário e um serviço de corretagem digital (BPI Broker); e os esforços redobrados em matéria de sustentabilidade, comprometendo-se com dois mil milhões de euros em financiamento sustentável para as empresas, incluindo a linha BPI ESG Empresas, para apoiar a transição das PME.

O Presidente Executivo do BPI, João Pedro Oliveira e Costa, salientou que “esta distinção espelha o sucesso da estratégia do BPI e a nossa tendência de crescimento, apoiada por um círculo virtuoso de investimento, inovação e sustentabilidade. O BPI tem a liquidez e o capital para continuar a apoiar a economia, a transição para a descarbonização, sem nunca esquecer o nosso compromisso com a banca responsável, num ambiente económico que requer um apoio especial aos mais vulneráveis”.

Recorde-se que, já este ano, o BPI tinha sido reconhecido pela revista Euromoney como o “Melhor Banco em Portugal 2022”, no âmbito dos Euromoney Awards for Excellence 2022.

 

Recomendadas

Maiores bancos espanhóis preparam-se para contestar taxa sobre lucros “caídos do céu”

Os bancos espanhóis vão avançar com uma ação legal contra a contribuição sobre os lucros inesperados, de acordo com fontes próximas dessas instituições. Em Portugal, a medida não se aplica à banca. Antes, é exigida às empresas do sector da energia e da distribuição alimentar.

“Em Portugal os mediadores representam 86% da produção na Liberty”, diz responsável por Portugal e Irlanda

“Só para ter uma ideia da nossa atual trajetória, a janeiro de 2023 estamos a crescer mais de 50% em novo negócio Automóvel – tudo porque nos antecipámos ao mercado e prevemos que este seja um ano onde a Liberty vai colher os frutos das sementes entretanto lançadas em 2022 e com isso preparar o crescimento sustentado”, diz Rita Almeida em entrevista.

Quase 11 mil notas falsas apreendidas em Portugal no último ano

O número de notas falsas apreendidas em Portugal caiu 1% em 2022 face ao ano anterior. Nota de dez euros foi a mais frequente entre as retiradas de circulação, revela o Banco de Portugal.
Comentários