BPP: Rendeiro diz que não está a desafiar a justiça portuguesa

O antigo banqueiro João Rendeiro disse hoje que não está a desafiar a justiça portuguesa ao dizer que não vai voltar para Portugal.

Lusa

“Não, não”, respondeu aos jornalistas que o questionaram à saída da esquadra de polícia de Verulam, nos arredores de Durban.

Questionado sobre se acha que vai ficar na África do Sul, João Rendeiro respondeu em duas palavras: “Vamos ver”.

A manhã de hoje tem sido feita a passo de corrida: depois de chegar ao tribunal de Verulam, onde não há eletricidade, João Rendeiro foi levado para a esquadra, a poucos quilómetros, para cumprir formalidades.

O ex banqueiro do BPP passou junto aos jornalistas e seguiu depois para outro edifício judicial, um tribunal de família, do outro lado da rua do edifício principal, mas onde há eletricidade.

É numa sala deste edifício, visivelmente mais recente e com equipamento mais moderno, que deverá decorrer a audição marcada para hoje.

Recomendadas

MDS compra mediadora Pacific Insurance

A MDS comprou a Pacific Insurance e desta forma anexa 4 milhões de euros em prémios à sua carteira de seguros.

“Não vejo as fintech como uma grande ameaça à banca”. Veja a entrevista ao CEO da Nickel, Thomas Courtois

A Nickel quer abrir 2.500 balcões e alcançar 450 mil clientes em Portugal nos próximos cinco anos, mas o CEO da fintech francesa não se compromete a manter a anuidade de 20,80 para sempre. A crise na banca abriu a porta a novos players, mas coexistência é possível, diz em entrevista à JE TV.

Justiça suíça abre processo sobre fuga de informação no Credit Suisse

Em fevereiro de 2022 foram expostas mais de 18 mil contas do Credit Suisse que estarão ligadas a empresários sobre os quais recaem sanções ligadas à violação dos direitos humanos, e pessoas envolvidas em esquemas de fraude.
Comentários