Brasil. Desemprego sobe 7,6% nas principais áreas metropolitanas

O desemprego no Brasil subiu para 7,6% em agosto nas seis principais áreas metropolitanas do país, e atinge 1,9 milhões de pessoas, divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa registada foi a maior para um mês desde 2009 e representou um aumento de 2,6 pontos percentuais em relação a agosto de […]

O desemprego no Brasil subiu para 7,6% em agosto nas seis principais áreas metropolitanas do país, e atinge 1,9 milhões de pessoas, divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa registada foi a maior para um mês desde 2009 e representou um aumento de 2,6 pontos percentuais em relação a agosto de 2014 (5%). O número de pessoas desempregadas aumentou 636 mil em comparação com o mesmo mês do ano passado, ou 52%, devido a demissões e ao aumento da procura de emprego, face ao cenário de crise económica.

O desemprego no Brasil é medido pela chamada taxa de desocupação, que considera os maiores de 14 anos que estão sem emprego e ativamente à procura de trabalho.

A Pesquisa Mensal de Emprego, divulgada pelo IBGE, entrevista brasileiros nas regiões metropolitanas das cidades de Porto Alegre (região sul do país), Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo (as três no sudeste), Salvador e Recife (no nordeste).

O valor do rendimento médio mensal real caiu de 2.264,62 reais (485,32 euros) em agosto de 2014 para 2.185,50 reais (468,66 euros) no mesmo mês deste ano.

Nesta semana a crise económica no Brasil foi acompanhada da desvalorização da moeda local, o real, que registou o seu valor mais baixo da história face ao dólar.

OJE

Recomendadas

Cimeira da NATO: o Ártico é a próxima fronteira

A entrada da Suécia e da Finlândia na NATO, um dos temas centrais da agenda da cimeira da Roménia, transforma o Ártico numa nova zona de conflito potencial. A Rússia lembrou esse perigo, que Jens Stoltenberg conhece bem.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Morreu Jiang Zemin, ex-presidente e um dos construtores da China moderna

Foi um dos obreiros do crescimento económico da China e pretendeu construir um relacionamento estável com os Estados Unidos. Queria uma China a “entrar no mundo”.