Brexit: Boris Johnson resiste aos apelos para estender transição até 2021

Enquanto alguns membros da classe política britânica pedem que o período para as negociações seja estendido, o porta-voz de Boris Johnson já avisou que explicou que o executivo de Johnson iria “explorar todos os caminhos” para um acordo antes de 31 de dezembro.

Stefan Wermuth / Reuters

O governo britânico descartou a extensão do prazo para chegar a um acordo comercial pós-Brexit até 2021, a meio de um impasse nas negociações e uma crise crescente da Covid- 19.

A líder do SNP (Scottish National Party) , Nicola Sturgeon, e o mayor de Londres, Sadiq Khan, querem que o Reino Unido siga as regras comerciais da União Europeia (UE) após 31 de dezembro para que exista mais tempo para se definir um acordo. Para Sadiq Khan a prioridade do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, devia ser a “luta contra o vírus”.

Por sua vez, o porta voz do governo do Reino Unido explicou que o executivo de Johnson iria “explorar todos os caminhos” para um acordo antes disso, apesar de o tempo ser “curto”. “Precisamos ratificar qualquer acordo antes de 1 de janeiro. O líder da Câmara [dos Comuns] deixou claro que voltaríamos ao Parlamento para dar aos deputados uma votação sobre a legislação necessária”, apontou o porta-voz de Boris Johnson.

O líder trabalhista, Sir Keir Starmer, também rejeitou os pedidos para estender o período de transição, garantindo que “mais hesitação” não ajudaria o país. “Acho que seria muito melhor para o governo fechar um acordo além da linha, hoje, amanhã ou certamente na próxima semana”, destacou.

Quem também não apoia a ideia de que seja estendido o período de transição, o secretário de Transporte Grant Shapps assegurou que “absolutamente não” vai acontecer. Grant Shapps destacou ainda que é importante ter empresas preparadas para as mudanças substanciais nas relações comerciais do Reino Unido com a UE que acontecerão a 1 de janeiro, haja um acordo ou não.

As negociações entre o Reino Unido e a UE prosseguem, faltando dez dias para que seja possível chegar a um acordo. O Reino Unido tem seguido os regulamentos da UE desde que deixou o bloco a 31 de janeiro, mas sairá do mercado interno e da união aduaneira quando esse período de “transição” terminar, no final do ano.

Relacionadas

Brexit. Mais de 2.400 britânicos registaram-se para residir em Portugal

Com o Brexit a aproximar-se, aumenta o número de britânicos a registarem-se para residirem em Portugal.

Negociações para o Brexit prologam-se pelo fim de semana. Parlamento Europeu pede que se chegue a acordo no domingo

Parlamento Europeu urgiu que Londres e Bruxelas chegassem a acordo este domingo de modo a que uma resolução para o Brexit fique retificada antes do final do período de transição, que termina no dia 31 de dezembro.
Recomendadas

SIC: Alargamento da dedução dos juros da habitação em sede de IRS poderá abranger mais de 660 mil famílias

Segundo a SIC Notícias, se a medida for incluída no Orçamento do próximo ano, como se espera, poderá abranger mais de 660 mil famílias. 

OE2023: PAN critica “rumo de desvalorização salarial” da função pública

A porta-voz do PAN criticou hoje a proposta de aumentos salariais para a função pública, apontando um “rumo de desvalorização salarial” e alertando que os funcionários públicos “viverão com menos recursos” no próximo ano.

OE2023: Iniciativa Liberal vai insistir no desagravamento de vários impostos

O líder da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje, em Coimbra, que o partido vai apresentar cerca de uma dúzia de propostas de alteração ao Orçamento de Estado para 2023, que visam o desagravamento de vários impostos.
Comentários