Brisa O&M vence a 27ª edição das 500 maiores & melhores empresas

No sector financeiro, o Santander Totta ganhou o prémio de melhor grande banco, o mais rentável, o mais sólido e o que mais cresceu, dado pela Informa D&B e pela Deloitte para a Exame, do Grupo Impresa. Nos seguros a Fidelidade ganhou o galardão de melhor grande seguradora vida e melhor grande seguradora Não Vida. Pinto Balsemão subiu ao palco para dar um prémio excelência ao dono da empresa que faz os sapatos Fly London e os da Foreva.

A avaliação é feita pela Informa D&B e pela Deloitte, para a Exame e SIC Notícias. A 27ª edição das 500 Maiores & Melhores Empresas elegeu como empresa do ano a Brisa Operação & Manutenção, “a aposta na tecnologia digital tem sido fulcral para o aumento da eficiência desta empresa, que gere e monitoriza 1600 quilómetros de autoestradas”, é a justificação avançada para a atribuição do prémio.

Este ano foram dados três prémios especiais: o prémio do maior contributo para o emprego foi dado ao Pingo Doce; o prémio para maior e melhor exportadora foi dado à Navigator; e o prémio do maior valor acrescentado bruto foi dado à MEO/Altice.

No sector financeiro, o Santander Totta ganhou o prémio de melhor grande banco, o mais rentável, o mais sólido e o que mais cresceu. De facto o Santander Totta, depois de ter comprado  os ativos e passivos do Banif, foi, por determinação da casa-mãe, absorver o Banco Popular Portugal.

O melhor médio ou pequeno banco e o mais sólido é, segundo esta avaliação, o BiG de Carlos Rodrigues. O prémio de médio ou pequeno banco mais rentável é do BNP Paribas Personal Finance e o médio ou pequeno banco que mais cresceu foi o BNI Europa.

Nos seguros,  a Fidelidade ganhou o galardão de melhor grande seguradora vida e melhor grande seguradora Não Vida. A Groupama Seguros de Vida ganhou o estatuto de melhor média ou Pequena Seguradora Vida e a Crédito Agrícola Seguros a melhor média ou pequena seguradora Não Vida.

Entre muitos outros prémios que foram atribuídos num jantar na Culturgest que contou com a presença da administração da Caixa Geral de Depósitos, anfitriões do evento, Francisco Pinto Balsemão subiu ao palco para homenagear o “self-made man”  Fortunato Frederico, dono da Kyaia, da Indústria e Comércio de Calçado, de que se destaca-se a marca Fly London no panorama Internacional. O grupo detém ainda as cadeias de lojas nacionais da Foreva e Sapatália, tem mais de 80 lojas e mais de 600 empregados. Fortunato Frederico foi galardoado com o Prémio Excelência na Liderança.

Recomendadas

Klarna permite pagamentos faseados em 870 marcas em Portugal

Prestes a completar o primeiro ano de operação em Portugal, a fintech sueca ultrapassou a marca dos 200 mil utilizadores nacionais da aplicação que permite dividir os pagamentos em três fases.

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.

Empresa aeronáutica prevê 6 milhões para começar a produzir aviões em Cabo Verde

“Venho elaborando este projeto já há dois anos, criei a empresa Aeronáutica Checo-Cabo-verdiana, empresa que irá produzir os aviões da Orlican e Air Craft Industries em Cabo Verde”, afirma Mónica Sofia Duarte.
Comentários