Bruxelas abre investigação ao Ikea por pagar impostos através da Holanda

A Comissão Europeia diz querer averiguar se “duas decisões fiscais antecipadas permitiram à Inter IKEA pagar menos impostos, dando-lhe uma vantagem em relação a outras empresas, em violação das regras da União Europeia em matéria de ajudas de Estado”.

A Comissão Europeia abriu hoje uma investigação aprofundada sobre o tratamento fiscal aplicado pela Holanda à Inter IKEA, que explora o ‘franchise’ IKEA, por suspeitas de favorecimento e em violação das regras da concorrência.

Em comunicado, a Comissão Europeia diz querer averiguar se “duas decisões fiscais antecipadas permitiram à Inter IKEA pagar menos impostos, dando-lhe uma vantagem em relação a outras empresas, em violação das regras da União Europeia em matéria de ajudas de Estado”.

A investigação diz respeito a duas decisões fiscais, de 2006 e 2011, que reduziram a base tributável da Inter IKEA Sistems na Holanda.

Recomendadas

Martín Tolcachir nomeado CEO Global do Grupo Dia

Tolcachir assumirá a estratégia da empresa a nível global e liderará a execução da estratégia de aceleração para o crescimento em todos os países onde opera, revela o grupo.

Seca no rio Reno põe em risco transporte de mercadorias

Os patrões alemães consideram que o governo federal, juntamente com os vários estados federados, o sector da logística e as empresas industriais, “deve estabelecer um sistema de monitorização próximo para reagir prontamente” ao baixo nível das águas.

Falta de gelo? Mercadona sem limitação de vendas nas lojas em Portugal

Os supermercados em Espanha estão a limitar o número de embalagens de gelo que vendem por cliente, tendo em conta a escassez deste produto devido à maior procura por causa do calor e à menor produção provocada pelos preços da eletricidade.
Comentários