Bruxelas considera que digitalização da agricultura tanto vai criar desemprego como novos postos de trabalho

O diretor-geral do centro comum de Investigação da Comissão Europeia, Vladimír Šucha, disse esta quinta-feira, em Bruxelas, que a digitalização da agricultura vai levar à perda de postos de trabalho, mas também vai criar novos empregos.

O diretor-geral do centro comum de Investigação da Comissão Europeia, Vladimír Šucha, disse esta quinta-feira, em Bruxelas, que a digitalização da agricultura vai levar à perda de postos de trabalho, mas também vai criar novos empregos.

“É claro que vamos perder alguns empregos, mas também vamos criar outros. Ainda não sabemos bem em que moldes é que isso vai ocorrer”, disse Vladimír Šucha durante a sua intervenção no debate “A digitalização na cadeia alimentar”, organizado pela Comissão Europeia.

O responsável da Comissão Europeia referiu ainda que é necessário criar um modelo de negócio comum na União Europeia.

“Temos um modelo de negócio do ocidente e outro a leste, mas nenhum deles está em linha com a União Europeia. Temos de encontrar a nossa própria abordagem”, sublinhou.

Vladimír Šucha adiantou também que a Política Agrícola Comum (PAC) pós 2020 vai ser mais simplificada e digitalizada, por exemplo, “chegará um ‘smartphone’ ou um ‘tablet’ para evitar alguma burocracia”.

Segundo a Comissão Europeia, a PAC pós 2020 será dotada, globalmente, com um orçamento de 365 mil milhões de euros, prevendo uma nova forma de trabalhar, uma distribuição mais justa dos apoios, maiores ambições no domínio do ambiente e utilização intensiva dos conhecimentos e da inovação.

Recomendadas

PRR: Inspeção-Geral de Finanças já deu parecer positivo a pagamento da 2.ª tranche

A Inspeção-Geral das Finanças (IGF) deu parecer positivo ao pagamento da segunda tranche do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no valor de cerca de dois mil milhões de euros, seguindo agora o pedido de Portugal para Bruxelas.

Pais com “maior dificuldade” em pagar as despesas escolares dos filhos, alerta Deco

Estudo da Deco Proteste revela que os pais estão com maior dificuldade em pagar as despesas escolares dos filhos este ano. Mais de metade dos agregados familiares afirmam estar com mais dificuldades em fazer face aos custos com a escola dos filhos. E 42% conseguem pagar a maioria das despesas, mas não todas. Já quase três em cada dez confessam ser impossível enfrentar alguns gastos.

“Guerra fiscal” em Espanha provoca descida de impostos e nova taxa sobre fortunas

Espanha assiste estes dias a uma “guerra fiscal”, com governos regionais a anunciarem descidas e abolições de impostos a que o executivo nacional vai responder com um “pacote fiscal” que cria um imposto temporário sobre grandes fortunas.
Comentários