Bruxelas devolve 435 milhões de euros aos agricultores da UE

Desde a reforma da PAC em 2013, é deduzida uma quantia, uma vez por ano, de pagamentos diretos aos agricultores, a fim de criar uma reserva para crises no setor agrícola, diz a Comissão. Portugal vai receber 6.735.448 euros.

Bruxelas redistribui 435 milhões de euros de ajudas e Portugal recebe 6,7 milhões de euros desta redistribuição.

A Comissão Europeia revelou em comunicado que os “agricultores europeus elegíveis para pagamentos diretos recebem, a partir de 1 de dezembro de 2016, um montante suplementar de 435 milhões de euros correspondentes à reserva de crise não utilizada”. Portugal recebe 1,54% do previsto.

Desde a reforma da PAC em 2013, é deduzida uma quantia, uma vez por ano, de pagamentos diretos aos agricultores, a fim de criar uma reserva para crises no setor agrícola, diz a Comissão. Isto é, está prevista uma reserva de crise criada anualmente a partir dos pagamentos directos atribuídos aos agricultores comunitários.

Este montante pode ser mobilizado, se o orçamento anual não for suficiente para financiar as necessidades de medidas de apoio ao mercado, como a intervenção pública e a armazenagem privada e medidas excecionais em situações de crise. Se não for utilizada até ao final do ano, esta reserva é devolvida aos agricultores.

Os Estados-membros que receberão valores mais elevados são a França (90,7 milhões de euros), a Alemanha (60 milhões de euros) e a Espanha (55,8 milhões de euros).

Recomendadas

Startup de biotecnologia alemã angaria 8,5 milhões e vai recrutar em Portugal (com áudio)

“Os produtos da MicroHarvest vão ter várias aplicações, entre as quais, por exemplo, como um ingrediente para as rações de aquacultura”, garante o investidor Carlos Esteban, da sociedade portuguesa Faber.

Estes são os finalistas do Prémio Empreendedorismo e Inovação do Crédito Agrícola

Vegan Bio Foods, Portugal Bugs e Ethical Meat destacaram-se na categoria de Alimentação. Saiba quais são os restantes candidatos a vencedores dos prémios anuais do banco.

Restaurant Brands Iberia notifica Autoridade da Concorrência da compra da Burger King

A notificação da operação de concentração de empresas foi efetuada a 8 de agosto e dá conta da aquisição pela RBI do controlo exclusivo sobre a Iber King Restauração e sobre a Lucra, detidas pelo grupo Ibersol, e sobre um conjunto de estabelecimentos que operam em Portugal e Espanha sobre a marca Burger King.
Comentários