Bruxelas disposta a abrir negociacões sobre o brexit já amanhã

Donald Tusk declara saber quando terminarão as negociações do Brexit; Jean-Claude Juncker diz que a Comissão Europeia está pronta para abrir as negociações “amanhã de manhã”. A Europa parece não querer esperar mais pelo Brexit.

As mais recentes declarações públicas dos presidentes do Conselho Europeu e da Comissão Europeia apontam para uma resolução rápida do processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia, espera que não haja “mais atrasos” nas negociações entre a União Europeia e Londres sobre o Brexit: “No que à Comissão Europeia diz respeito, estamos prontos para abrir as negociações amanhã de manhã às 9:30 h, por isso estamos à espera de visitas de Londres. Espero que não haja mais atrasos na conclusão destas negociações”, afirmou Jean-Claude Juncker durante uma conferência de imprensa em Praga, citado pelo Jornal de Notícias.

Referindo que as eleições do passado dia 8 de junho foram de particular importância, Juncker espera que os resultados “não tenham impacto de maior nas negociações”, acrescentando que a Comissão Europeia está “ansiosamente à espera” que os trabalhos se iniciem. O presidente da Commissão escusou-se, no entanto, a comentar a possibilidade de prolongar o prazo de dois anos para a conclusão das negociações, limitando-se a responder que “antes de se colocar a questão de prolongar as negociações, é necessário que as mesmas comecem”.

Já Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, revela que a Europa não deverá estar aberta a este prolongamento. Utilizando a rede social Twitter, Tusk declarou que, depois do resultado das eleições do Reino Unido, não se sabe quando começarão as negociações do Brexit, mas sabe-se “quando têm de terminar”. Na mesma mensagem, pede à União Europeia e ao Reino Unido que “façam o melhor possível” para evitar que não haja acordo “como resultado da ausência de negociações”.

Relacionadas

Eleições Reino Unido: Theresa May vai tentar formar governo

A primeira-ministra estará com a Rainha Isabel II esta sexta-feira, para apresentar uma proposta de governo coligado, possivelmente com o Partido Unionista Democrático da Irlanda do Norte.

Britânicos já votam para decidir o futuro Governo do Reino Unido e do Brexit

A líder conservadora, Theresa May, lidera as sondagens, com uma margem de distância de 7% face ao trabalhista Jeremy Corbyn, mas tal como se verificou com o referendo do Brexit nada é certo e os resultados da consulta popular pode vir a trazer surpresas.

Sonae e energéticas impulsionam PSI 20 em dia de expectativa nas praças europeias sobre Brexit

Os investidores mostram-se incertos em dia de eleições gerais no Reino Unido. As sondagens colocam a líder conservadora, Theresa May, à frente do trabalhista Jeremy Corbyn nas eleições, mas tal como os britânicos poderam testemunhar no referendo do Brexit, nada é certo e a consulta popular pode vir a trazer surpresas.
Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

Costa define metas. “É urgente reconhecer nexo” entre clima e oceano

Estas metas foram assumidas por António Costa no discurso que proferiu no primeiro dia da 2.ª Conferência dos Oceanos da Organização das Nações Unidas (ONU), coorganizada por Portugal e pelo Quénia, que decorre até sexta-feira na Altice Arena, em Lisboa.

Jornalistas denunciam obstáculos ao seu trabalho na Conferência dos Oceanos. Guterres não responde, Marcelo diz que vai verificar

Jornalista brasileiro denunciou em conferência de imprensa o tratamento dado à comunicação social no evento organizado pela ONU, e que o JE pode observar no local. Guterres rejeitou responder, mas Marcelo disse que vai verificar as condições.
Comentários