Bruxelas diz que está a preparar resposta à Rússia por corte no abastecimento de gás (com áudio)

A reação da Comissão Europeia chegou depois da Gazprom ter cortado o fornecimento à Polónia e à Bulgária.

Lusa

A Comissão Europeia disse hoje que está a preparar uma resposta à Rússia pelo corte no abastecimento de gás à Polónia e à Bulgária a partir de hoje.

“Esta é outra tentativa de a Rússia usar gás como um instrumento de chantagem. Isto é injustificado e inaceitável. Mais uma vez, mostra que não se pode confiar na Rússia como fornecedora de gás”, disse hoje a presidente da Comissão Europeia em comunicado.

“Estamos preparados para este cenário. Estamos em contacto com todos os estados-membros. Temos estado a trabalhar para assegurar entregas alternativas e o melhor nível de armazenagem em toda a União Europeia”, afirmou Ursula von der Leyen, destacando que está a ter lugar um encontro do grupo de coordenação de gás.

“Estamos a preparar a nossa resposta conjunta ao nível da União Europeia. Vamos continuar a trabalhar com os parceiros internacionais para assegurar fluxos alternativos. E vou continuar a trabalhar com os líderes europeus e mundiais para assegurar a segurança de abastecimento de energia na Europa”, afirmou.

Relacionadas

Rússia corta fornecimento de gás à Bulgária a partir de quarta-feira (com áudio)

A Bulgária junta-se assim à Polónia, que também anunciou que a Rússia interromperá o fornecimento de gás a partir de quarta-feira, perante a recusa em fazer os pagamentos em rublos, como exige a administração da Gazprom, controlada por Moscovo.

Ucrânia: Presidente do PE defende “embargo total” ao petróleo, gás e carvão russo

“Fomos a primeira instituição a começar a falar sobre um levantamento dos bancos russos [a sancionar] e depois, é claro, chegando ao ponto de dizer que precisamos de avançar com um embargo total ao petróleo, gás e carvão”, vinca Roberta Metsola, em entrevista à agência Lusa, em Bruxelas.

Rússia vai cortar fornecimento do gás à Polónia a partir desta quarta-feira. Varsóvia garante ter reservas

Governo polaco confirmou esta tarde a decisão da Rússia de suspender o fornecimento de gás. Corte deverá ser aplicado a partir desta quarta-feira.
Recomendadas

Ucrânia: Macron e Scholz pedem a Putin libertação de 2.500 militares de Azovstal

O presidente francês, Emmanuel Macron, e o chanceler alemão, Olaf Scholz, pediram este sábado ao presidente russo Vladimir Putin para libertar 2.500 combatentes ucranianos que estavam na fábrica de aço Azovstal, em Mariupol, e foram feitos prisioneiros pelos russos.

Europa devia olhar para África para reduzir dependência do gás russo

“A Europa na minha opinião devia olhar para áfrica. A África tem imenso gás”, disse o presidente do Banco Africano de Desenvolvimento.

Rússia testa míssil hipersónico que Putin considera “invencível”

O míssil Zircon foi disparado da fragata Almirante Gorshkov no Mar de Barents contra um alvo nas águas árticas do Mar Branco, segundo informações avançadas pelo Ministério da Defesa russo num comunicado citado pela agência de notícias France Presse (AFP).
Comentários