Cabo Verde candidata-se à presidência da Confederação Empresarial da CPLP

Cabo Verde vai apresentar candidatura à presidência da Confederação Empresarial da Comunidade da Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), cujas eleições acontecem ainda este mês, informou hoje o presidente da Câmara de Comércio de Sotavento, Marco Rodrigues.

O anúncio foi feito pelo representante dos empresários do Sotavento cabo-verdiano, que integra as ilhas do Maio, Santiago, Fogo e Brava, à saída de um encontro com o Presidente da República, José Maria Neves, a quem foi pedir opinião sobre o pedido feito por alguns países da comunidade lusófona para que Cabo Verde apresente uma candidatura à liderança da confederação empresarial.

“Depois dessa conversa com o Presidente da República, não nos restou qualquer dúvida e vamos apresentar a candidatura”, garantiu Marcos Rodrigues, em eleições que deverão acontecer ainda este mês, em Lisboa.

Caso venha a ser eleito, o representante de empresários cabo-verdianos propõe “alavancar” as questões empresariais, especialmente no atual momento, alargar o mercado, reindustrializar os países que compõem a CPLP, especialmente os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), que, segundo disse, “têm um potencial de crescimento enorme”.

“E nós estamos e vamos trabalhar afincadamente para podermos ajudar a internacionalizar as empresas da CPLP e trazer também uma nova dinâmica para esses mercados”, traçou o empresário cabo-verdiano, prometendo ainda uma agenda na formação profissional, saúde, educação, bem como aumentar as trocas empresariais no espaço lusófono.

A Confederação Empresarial da CPLP, criada em dezembro de 2009, em Bissau, é presidida por Salimo Abdula, representante da INTELECHOLDINGS, de Moçambique.

A confederação tem, entre outros, o objetivo de promover a dinamização das relações entre empresas e entidades suas representantes no espaço da lusofonia e ser um instrumento privilegiado da contribuição dos seus associados para o desenvolvimento, o crescimento e o bom funcionamento das economias no sistema económico mundial.

Pretende ainda ser uma organização que tem por intuito o desenvolvimento da cooperação entre estruturas de representação associativa dos países-membros da CPLP, de forma a criar as condições para o desenvolvimento de negócios no quadro dos espaços económicos onde estão inseridos os países da comunidade.

Recomendadas

Cabo Verde quer cortar perdas de eletricidade na rede pública em 5,5 pontos em 2023

O Banco Europeu de Investimento vai financiar com 110 milhões de escudos (um milhão de euros) um programa para reduzir em 5,5 pontos percentuais as perdas de eletricidade na rede pública de distribuição em Cabo Verde em 2023, segundo o Governo.

CPLP: presidente da Guiné Equatorial à frente das contagens com 99,7% dos votos

A oposição denúncias fraude em massa e o único partido da oposição recusa reconhecer a vitória do líder octogenário, Teodoro Obiang. Há um mês, a CPLP congratulava-se com a integração do país como “Estado de pleno direito”.

Cabo Verde. Presidente assinala primeiro ano de mandato com críticas à crispação e avisos ao Governo

O Presidente da República cabo-verdiana, José Maria Neves, criticou hoje a “crispação” que permanece na política nacional, alertou que os tempos atuais “exigem consensos” e avisou que não é oposição, mas também não é “claque” do Governo.
Comentários