“Caídas em Desgraça” no Auditório Carlos Paredes

“Uma antiga família de muitas posses caída em desgraça”. Este é o mote para a peça “Caídas em Desgraça” que está em cena no Auditório Carlos Paredes de 12 a 21 de novembro, com encenação de Carlos Alves. Para esta família (interpretada em palco pelos atores Ana Campaniço, Florbela Tibúrcio, Inês Moita e Carlos Alves), […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031
“Uma antiga família de muitas posses caída em desgraça”. Este é o mote para a peça “Caídas em Desgraça” que está em cena no Auditório Carlos Paredes de 12 a 21 de novembro, com encenação de Carlos Alves.

Para esta família (interpretada em palco pelos atores Ana Campaniço, Florbela Tibúrcio, Inês Moita e Carlos Alves), tudo parece correr mal. As contas estão a zero, as dívidas acumulam-se, os bens foram penhorados, incluindo os móveis da casa e até as pessoas já são poucas, umas porque morreram, outras porque sempre tiveram uma amizade proporcional aos zeros dos extractos bancários.

Desta família só resta a matriarca, viúva há mais de cinco anos; a filha, de 20 anos; a nora, divorciada do marido – o filho, que abandonou a família após a morte do pai e agora vive no Dubai -, mas que nunca deixou a casa da família; e o mordomo, que a mãe se recusou sempre a dispensar.

Uma perspetiva cómica da crise financeira atual no seio de uma família rica mas “caída em desgraça”.

OJE

Recomendadas

“Annie Ernaux, os anos super 8”: juntar o íntimo ao social e à História

O público português pode marcar encontro com a escritora francesa Annie Ernaux, Nobel da Literatura 2022. No grande ecrã, estreia um documentário que é também um retrato social, a 15 de dezembro, e nas livrarias irá encontrar a reedição de uma obra sua esgotada há 20 anos.

António Costa e a maldição do sete. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Didier Fiúza Faustino: 30 anos a questionar

Os projetos do “artista-arquiteto” franco-português, como o próprio se define, são marcados pelo questionamento do papel político da criação e da nossa posição enquanto sujeitos e cidadãos. O MAAT, em Lisboa, dedica-lhe uma retrospetiva que Faustino vê mais como um exercício prospetivo.