Caldo verde volta a ser eleita uma das melhores sopas do mundo

“Verduras finíssimas fundem-se com batatas e cebolas nesta sopa caseira da região vinícola do Minho em Portugal”, descreve a seção de viagens do canal norte-americano.

Quente e com uma rodela de chouriço. Assim é um caldo verde tradicionalmente português, preferivelmente numa malga de barro à portuguesa.

Pelo segundo ano consecutivo, a “CNN” voltou a distinguir o caldo verde como uma das 20 melhores sopas a nível mundial. Apesar de não ter uma escala definida, a publicação colocou a sopa nacional em quinto lugar, classificando-a como “a comida caseira de conforto”.

“Verduras finíssimas fundem-se com batatas e cebolas nesta sopa caseira da região vinícola do Minho em Portugal”, descreve a seção de viagens do canal norte-americano, como se tivesse a tentar adivinhar a receita da sopa portuguesa.

Mais reconfortante nas noites de baile dos Santos Populares, quando acompanha a sardinha assada no carvão, o caldo verde volta a competir com o famoso gaspacho espanhol e a moqueca de camarão brasileira.

“A sopa é uma estrela da culinária, indo dos cafés de luxo a cozinhas rurais”, indica a distinção da “CNN”, sustentando que a sopa é “a definição de comida caseira confortável”.

“O tenro chouriço português acrescenta uma tendência de sabor salgado e fumado, que torna a sopa ainda mais forte”, continua a publicação nos seus elogios.

Além da sopa portuguesa, o canal de viagens destaca ainda a o Pho vietnamita, Bouillabaisse francesa, Banga da Nigéria, o Borscht da Ucrânia, sopa de camarão do Peru, sopa de amendoim da África Ocidental, Gumbo dos Estados Unidos, Harira de Marrocos, Kharcho da Georgia, ramen do Japão, Menudo do México, Mohinga de Myanmar, sopa de vitela com noodle da China, Soto ayam da Indonésia, Tom yum goong da Tailândia e Yayla çorbasi da Turquia.

Recomendadas

PremiumVariedades portuguesas de azeite estão em risco de desaparecer

A campanha de apanha da azeitona de 2022 está quase a chegar ao fim. É certo que, apesar de a qualidade do azeite se ter mantido em níveis de excelência, registaram-se quebras significativas no volume de produção face à safra do ano precedente. Mas não é essa a maior dor de cabeça a apoquentar os produtores do sector que querem manter a sustentabilidade e a biodiversidade para preservar o futuro.

PremiumLugar – de felicidade – ao Sul

O Lugar ao Sul é uma homenagem às boas práticas culinárias alentejanas. É um lugar quase no centro da Amadora.

PremiumUm belo tinto crescido entre as lebres e os gamos do Alto Alentejo

A Tapada de Coelheiros, nas imediações de Arraiolos, reflete o enquadramento da paisagem norte-alentejana, preservando as culturas tradicionais da região e o equilíbrio deste ecossistema ainda quase perfeito.
Comentários