Californianos vivem ‘american dream’ em Lisboa. “Já poupei tanto dinheiro que devia ser crime”

Um correspondente do “Los Angeles Times” entrevistou norte-americanos a viver em Portugal que garantem que é um sítio fantástico para viver, entre outro motivos, por ter preços baixos, face aos praticados nos EUA.

Lisboa

“Já poupei tanto dinheiro a viver cá que devia ser um crime”. É desta forma que Therese Mascarado, antiga residente em Los Angeles, nos Estados Unidos, descreve os seus primeiros tempos a viver em Lisboa. As declarações foram feitas a um correspondente do “Los Angeles Times” que divulgou um vídeo na sua conta da rede social Twitter, onde entrevista cidadãos que vieram da Califórnia, para viver em Lisboa.

Segundo o jornalista, Portugal tem estado sujeito a dramáticas alterações e que o número de americanos que têm vindo para o país tem aumentado, especialmente pessoas vindas da Califórnia.

Therese Mascarado começa por dizer que em Portugal é possível comer uma refeição por 10 ou 20 euros. “Já poupei tanto dinheiro a viver cá que devia ser um crime”, garantiu, acrescentando que pagava 25 mil euros, por mês, pelo apartamento que tinha em Los Angeles. “Gastei menos de metade disso para poder viver cá, por mais espaço”, assegurou.

Por sua vez, Jenn Wittman mudou-se da Califórnia para procurar uma vida melhor para o filho. “Queríamos que ficasse livre de dívidas relacionadas com o ensino, onde ele pudesse ter acesso à saúde de forma grátis, e queríamos um sítio que fosse semelhante à temperatura da Califórnia”, refere, considerando ainda que Lisboa é parecida à Califórnia na medida em que não existem casas suficientes.

Já Jamie Dixon referiu que Portugal tem uma “localização fantástica” e era o “segundo sítio mais fácil de obter um segundo passaporte e cidadania”. “Este é um sítio maravilhoso para viver”, sublinhou.

O ordenado mínimo em Portugal é de 705 euros e em abril a taxa de inflação homóloga em Portugal acelerou para 7,2%. “É o segundo mês consecutivo em que é ultrapassado o valor mais elevado registado em Portugal desde o início da série, em 1996”, apontou o INE. O aumento foi influenciado pelos produtos energéticos e alimentares não transformados.

Em abril o que também aumentou foram os preços das casas para arrendamento. Segundo dados do portal “Imovirtual” no mês passado registou-se um aumento de 200 euros, o que representou um crescimento de 19% em relação ao mês anterior. Ao comparar com o período homólogo de 2021 (998 euros), o preço médio da habitação para arrendar subiu 28%.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Monkeypox. Quais os tratamentos e vacinas disponíveis?

Existem pelo menos duas vacinas e dois tratamentos eficazes no combate ao monkeypox que continua a somar casos por todo o mundo.

PJ detém dois homens pela morte de um rapaz perto do Barrio Latino

Em causa estiveram confrontos físicos perto da discoteca Barrio Latino na madrugada do passado dia 24 de dezembro de 2021, que resultaram na morte de um rapaz de 16 anos.
Comentários