Câmara da Ponta do Sol conclui intervenção na escarpa da Madalena do Mar

A intervenção teve como objetivo a retirada controlada de blocos de pedra de grandes dimensões.

A Câmara Municipal da Ponta do Sol já concluiu os trabalhos de limpeza na escarpa na encosta nascente da freguesia da Madalena do Mar, junto ao Bairro do Passo, que teve como objetivo a retirada controlada de blocos de pedra de grandes dimensões, numa operação acompanhada e coordenada no terreno pelo gabinete da presidência da Ponta do Sol e pelo Serviço de Proteção Civil Municipal, e contou com a colaboração da equipa de rocheiros da Direção Regional de Estradas (DRE).

“Esta intervenção foi de extrema importância para a manutenção da segurança da população local, bem como de todos aqueles que visitam a freguesia da Madalena do Mar, numa ação “preventiva” que teve como objetivo a mitigação do risco, sobretudo da queda de blocos de forma descontrolada durante o próximo inverno. A segurança e o bem-estar da população local foram restabelecidos. Agradecemos a compreensão de quem vive e trabalha na área que foi alvo da intervenção durante a passada terça-feira”, disse a presidente da Câmara Municipal do Ponta do Sol, Célia Pessegueiro.

A autarquia sublinhou que devido ao “elevado risco e complexidade” para as pessoas, bens, habitações e terrenos locais, parte da população local teve de ser evacuada antes de se iniciarem os trabalhos. O município assegurou a alimentação das pessoas que ficaram impossibilitadas de usufruir da sua casa.

Recomendadas

Madeira: PCP reclama desenvolvimento e justiça social para zonas altas

Herlanda Amado referiu que não tem existido um verdadeiro investimento para garantir a qualidade de vida e segurança de quem vive nestas localidades, salientando que os problemas sociais têm-se agravado.

Madeira: Retribuição mínima mensal de 785 euros aprovada na especialidade

O diploma que fixa a retribuição mínima mensal, na Madeira, em 785 euros segue para votação final global. Em breve entrará em vigor na Região.

Madeira: Comissão de inquérito ao favorecimento de grupos económicos e ‘obras inventadas’ tomou hoje posse

Os membros da comissão têm até ao dia 7 de fevereiro para apresentar as propostas de metodologia de trabalho. A primeira reunião foi agendada para o dia 9 de fevereiro, e visa analisar as sugestões dos diferentes partidos na condução dos trabalhos desta comissão que vai investigar o alegado “favorecimento a grupos económicos e ‘obras inventadas’”.
Comentários