Câmara do Funchal afiança continuidade de compromisso da autarquia para reabilitação dos sem-abrigo

A vereadora da CMF, Helena Leal, falava à margem de uma reunião entre a autarquia e a Associação Protetora dos Pobres (APP) sobre o protocolo conjunto “Habitação Solidária”, projeto que visa acolher quatro pessoas em situação de sem abrigo no concelho do Funchal.

A Câmara Municipal do Funchal (CMF) prometeu a continuidade do compromisso da autarquia em apoiar os sem abrigo do conselho, nomeadamente no que diz respeito à habitação e aquisição de competências.

Helena Leal, vereadoura da CMF com o pelouro social, salientou o “compromisso” do município do Funchal em “continuar a apoiar estes projetos de ocupação e aquisição de competências, por forma a inserir todos de igual modo na sociedade” e combater o “flagelo da exclusão e isolamento social”.

A vereadora falava à margem de uma reunião entre a autarquia e a Associação Protetora dos Pobres (APP) sobre o protocolo conjunto “Habitação Solidária”, projeto que visa acolher pessoas em situação de sem abrigo. A autarca aproveitou para realçar as condições que a Associação Protetora dos Pobres proporciona aos seus utentes, destacando ainda que é “uma resposta social cada vez mais importante, no sentido de minorar o flagelo da exclusão e isolamento social”.

No âmbito do protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal do Funchal e a Associação Protetora dos Pobres (APP), e nos seguimento da reunião entre a CMF e a APP, procedeu-se à elaboração da caracterização dos procedimentos a adotar e que irão permitir abrigar, numa primeira fase, qutro pessoas em situação de sem abrigo no concelho do Funchal, de modo “a preparar respostas futuras no sentido de apoiar esta causa”, vincou a vereadora.

De referir que os indivíduos em situação de sem-abrigo, podem permanecer durante 24 meses neste projeto, localizado à Rua dos Ilhéus, bem como usufruir de uma ocupação em termos de trabalho. Terão ainda passe social gratuito. A CMF vinca que estes indivíduos estão, todavia “obrigados a cumprir algumas regras”.

Recomendadas

Madeira cria estrutura de missão para implementar Gabinete de Representação em Bruxelas

Foram ainda aprovados no Conselho de Governo três contratos-programa de desenvolvimento desportivo (CPDD) do Plano Regional de Apoio ao Desporto (PRAD) 2021/2022, de 186,4 mil euros.

Saiba como navegar na internet em segurança

Fraudes, roubos de identidade e dados, phishing, fake news, ataques a perfis, entre outros esquemas podem “atacar” os utilizadores do mundo digital caso não tomem as devidas precauções.

Madeira assina contrato de 74,6 milhões de euros para a segunda fase da construção do Novo Hospital (com áudio)

O Governo Regional da Madeira adjudicou esta fase à proposta apresentada pelo agrupamento de quatro empresas madeirenses, a Tecnovia Madeira, a AFAVIAS, a Socicorreia e a RIM.
Comentários