Câmara do Funchal anula dívida de 191 mil euros dos comerciantes relativa a juros e indemnizações

Em dia de aniversário, a vice-presidente da autarquia lembrou a forte aposta do executivo municipal em termos de requalificação do Mercado dos Lavradores, no valor de meio milhão de euros.

Na cerimónia comemorativa do 82.º aniversário do Mercado dos Lavradores, que decorreu na passada quinta-feira, a vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal anunciou que as penalizações dos comerciantes dos Mercados e dos concessionários da autarquia, estão solucionadas.

Cristina Pedra referiu que a promessa assumida, há um ano, pelo Presidente da autarquia, Pedro Calado, “foi cumprida”.

Estavam em causa 191 mil euros só de juros e indemnizações. Cristina Pedra recorda que ao contrário do que fez o Governo Regional que isentou o pagamento de rendas e taxas em várias áreas, durante a pandemia da Covid, a vereação anterior da coligação ‘Confiança’ decidiu atribuir moratórias, situação que fez com que a dívida fosse suspensa para ser cobrada meses depois.

“A promessa que fizemos na altura era que íamos estudar. Encontrámos a solução jurídica e ajudámos financeiramente os comerciantes dos Mercados da Penteada, dos Lavradores, de todos os concessionários da CMF”, anunciou, sublinhando que a dívida está anulada.

Em dia de aniversário, a vice-presidente da autarquia lembrou a forte aposta do executivo municipal em termos de requalificação do Mercado dos Lavradores, no valor de meio milhão de euros. Assinalou que a praça do peixe foi revitalizada, foram realizadas obras no terraço, com cobertura para feiras e outros eventos, entre outros melhoramentos, nomeadamente nas escadas e pinturas, permitindo maior segurança. Cristina Pedra deixou ainda nota de que “a Câmara é o rosto de uma equipa sólida que trabalha e que tem como missão servir o munícipe do Funchal”. Nesta ocasião, apresentou o novo chefe de divisão dos Mercados Municipais, o arquiteto Pedro Moura.

A autarca concluiu o discurso afirmando que “podem sempre contar com a autarquia do Funchal para resolver os problemas”, garantindo: “nós não temos códigos nas portas, nós não temos portas fechadas”.

Recomendadas

Serviço de Saúde da Madeira lança aplicação móvel para os utentes

Entre os serviços disponibilizados, destaca-se a possibilidade de o utente efetuar pedido de marcação de consulta para o seu médico de família (consulta de rotina, por motivo de doença, pedido de baixa/atestado ou renovação de receituário) ou para o enfermeiro de família (tratamentos, consulta ou vacinas).

Madeira: JPP apresenta medida para baixar IVA dos bens essenciais

O deputado destaca que está nas mãos de Miguel Albuquerque baixar o IVA, por exemplo da taxa reduzida de 5% para 4%, medida que iria refletir na redução do preço dos bens essenciais, sobretudo do cabaz alimentar, tais como dos cereais, arroz, farinhas, massas, peixe, leite, carne e frutas.

easyJet inaugura rota entre Madeira e Milão

Serão realizados dois voos semanais.
Comentários