Câmara do Funchal lança site para promover e divulgar turismo

Com o site a autarquia pretende fidelizar o turista.

A Câmara do Funchal apresentou o site visit.funchal.pt, na semana comemorativa do dia mundial do turismo. Através desta plataforma a autarquia pretende promover e divulgar o turismo do concelho.

“70% dos turistas visitam o concelho do Funchal e nós queremos fidelizar o turista”, disse a vice-presidente da Câmara do Funchal, Cristina Pedra.

O site pretende ser uma “mais valia” na descoberta da cidade dando a conhecer espaços onde se pode comer, beber e comprar; divulgação de mapas e roteiros e informações úteis.

Está disponível versões em português e em inglês. O site foi desenvolvido por profissionais da autarquia do Funchal.

“Quando queremos fazer a história, o património, a cultura, a conjugação com as diversas entidades, não é um desidrato e não é um trabalho que apenas possa ser bem sucedido se for feito com a Câmara do Funchal ou outras entidades”, referiu Cristina Pedra.

A vice-presidente da autarquia salienta que o executivo está disponível, para na área do turismo e da tecnologia, “colocar e implementar esta estratégia sem virar as costas a nenhum desafio”.

Recomendadas

Câmara do Funchal lança campanha gratuita de recolha de “monstros”

O Município justifica a importância desta campanha, dado o aumento da produção de resíduos na quadra natalícia que se avizinha e de forma a garantir uma maior proximidade com a população. Os munícipes deverão contactar as respetivas Juntas de Freguesias para a devida inscrição, de modo a solicitar a recolha dos “monstros” na sua residência.

Madeira: Movimento de passageiros nos aeroportos ficaram a mais de 30% acima dos valores de 2019

Entre janeiro e setembro de 2022, o movimento de passageiros nos aeroportos da RAM foi de aproximadamente 3.062,5 mil, significando um acréscimo homólogo de 134% e de 17% face aos valores registados nos primeiros nove meses de 2019. 

Madeira com défice de oito milhões de euros

À semelhança do ano anterior, mais de metade da despesa (51,9% da despesa total) foi canalizada para a área social, onde se destaca o sector da Saúde com uma execução orçamental de 280,3 milhões de euros e a Educação com 296,5 milhões de euros.
Comentários