Câmara do Funchal quer transformar cidade num palco de produção artística

O município associou-se ao Funchal Fest, um festival de arte de rua, com intervenções de rua e com uma programação cultural alternativa de música, cinema, de leitura e gastronomia.

A Câmara Municipal do Funchal quer transformar a cidade num palco de produção artística, e através disto dinamizar o comércio local.

O município associou-se ao Funchal Fest, da associação FRACTAL, iniciativa que se realiza entre 23 e 30 de setembro, um evento que irá transformar a cidade numa “sala de espetáculos por uma semana”, disse o presidente da Câmara Municipal do Funchal, Pedro Calado.

A autarquia apoia o evento com 10 mil euros. O autarca salienta que não se trata de um custo, mas de um investimento “em prol da cultura e para a dinamização do comércio local”.

O presidente da autarquia sublinha que o município vai manter o compromisso de trazer as pessoas às ruas da cidade através da realização de eventos. “Este festival traduz aquilo que sempre defendemos para o Funchal. A cultura próxima das pessoas, a cultura no centro, acessível a todos. Nós não queremos uma cultura elitista, só para um determinado segmento, queremos uma cultura sem exclusão, dinâmica com arrojo, com irreverência e com juventude, no fundo abrir a cidade à cultura”.

O evento terá intervenções na Praia de São Tiago, Jardins do Lido, Pontinha, Cais do Carvão, Praça Amarela, Praia de São Tiago, Fórum Madeira e Lota do Funchal.

O Funchal Fest é um festival de arte de rua, com intervenções de rua e com uma programação cultural alternativa de música, cinema, de leitura e gastronomia.

Recomendadas

Madeira: Sociedade Metropolitana de Desenvolvimento disponibiliza máquina ATM Express na Praça CR7

As caixas ATM são especialmente direcionadas para os turistas, sector que têm vindo a atingir valores históricos na Região.

Madeira supera 1,1 milhões de dormidas no alojamento turístico em agosto

As estimativas para as dormidas de agosto de 2022 superam em 67 mil o valor do mês anterior, passando assim a constituir o registo mensal mais alto de sempre observado no alojamento turístico da Região.

Madeira investe 923 mil euros na reabilitação da ER 103 entre o Terreiro da Luta e o Poiso

Pedro Fino explicou que esta obra não foi financiada com fundos europeus, mas que a Região aguarda a abertura do novo quadro comunitário, contando que deverá haver enquadramento para o financiamento da reabilitação desta estrada.
Comentários