FIFA: Campeonato do Mundo a cada dois anos trará mais 4,4 mil milhões de dólares em receita

A receita adicional poderá aumentar o financiamento por membro da FIFA de seis milhões para 25 milhões durante o primeiro ciclo de quatro anos.

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, garantiu que a realização do Campeonato do Mundo a cada dois anos aumentará as receitas.

De acordo com a organização que gere o futebol mundial, dois estudos independentes prevêem uma melhora na situação económica de 211 membros da FIFA se os mundiais feminino e masculino forem realizados a cada dois anos.

“Especialistas independentes revelaram que a transição para o Campeonato do Mundo a cada dois anos trará uma receita adicional de 4,4 mil milhões de dólares (3,9 mil milhões de euros) no primeiro ciclo de quatro anos. Esses fundos serão distribuídos entre 211 associações membros da FIFA”, garantiu Infantino.

A receita adicional poderá aumentar o financiamento por membro da FIFA de seis milhões de dólares (5,3 milhões de euros) para 25 milhões de dólares (22,1 milhões de euros) durante o primeiro ciclo de quatro anos.

O presidente da FIFA garante que o objetivo é “ajudar a diminuir a distância entre os membros da FIFA e dar ao maior número possível de associações uma hipótese mais realista de competir no cenário mundial”.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Portugal é o terceiro favorito a ganhar o Mundial, prevê casa de apostas

Após o triunfo por 6-1 frente à Suíça, resultado que colocou Portugal no caminho de Marrocos nos quartos-de-final do Mundial, a Seleção comandada por Fernando Santos é agora a terceira favorita a ganhar a competição, empatada com a Argentina e a Inglaterra.

Respostas Rápidas: Que jogadores de Portugal mais podem valorizar neste Mundial?

Da baliza ao ataque, da Luz ao Dragão passando por Madrid, a prestação da Seleção portuguesa no Mundial pode dar muito a ganhar em 2023, sobretudo aos clubes que “emprestam” os seus melhores ativos para a prova de seleções de excelência a nível mundial. Saiba que jogadores poderão sair mais valorizados com a promessa das milhões para o fecho de contas do primeiro semestre da temporada.
Comentários