Campeonato do Mundo do Qatar vai ser jogado em oito estádios. Conheça todos os palcos

Designs inovadores, projetos de sustentabilidade e solidariedade no pós-Mundial. A competição vai ser recebida em oito estádios diferentes e a seleção portuguesa vai jogar em pelo menos três destes.

O Campeonato do Mundo deste ano vai ser jogado no Qatar, entre 21 de novembro e 18 de dezembro. Portugal vai defrontar, na fase de grupos, o Gana, o Uruguai e a Coreia do Sul, para tentar alcançar os oitavos-de-final. Os jogos vão ser jogados em oito estádios diferentes, todos eles relativamente perto uns dos outros, ao contrário do que é habitual nas competições de seleções.

Da fase de grupos apuram-se 16 equipas e daqui para a frente a prova realiza-se em jogos “a eliminar”, terminando com o jogo do terceiro e quarto lugar e a grande final.

O Estádio Al Tuhmana vai receber a partida inaugural da competição, entre o Senegal os Países Baixos, no dia 21 de novembro. As bancadas têm 40 mil lugares, dos quais metade vão ser doados, após o término da competição, a países em desenvolvimento.

O recinto vai receber seis jogos da fase de grupos e um dos “oitavos”. Com um design que lembra a gahfiya, a tradicional touca usada pelos homens árabes, o estádio teve um investimento de 310 milhões de euros e a sua construção demorou mais de quatro anos e meio.

O Estádio International Khalifa é o estádio com mais história naquele país. Inaugurado em 1976, a última renovação terminou em 2017 e conta agora com duas piscinas debaixo de uma das bancadas. Tem 40 mil lugares, ainda que o plano inicial passasse por ter capacidade para 68 mil pessoas.

No passado, recebeu eventos como os Jogos Asiáticos, a Taça do Golfo Árabe, a Taça Asiática, entre outros. Neste Mundial, vai receber seis jogos da fase de grupos, um dos oitavos e o jogo do 3º e 4º lugares.

O Estádio Al Bayt foi inaugurado em novembro do ano passado. Desde então, joga ali o Al Khor SC, clube do futebol qatari. O recinto vai receber o primeiro jogo da equipa da casa, o Qatar, num total de seis jogos da fase de grupos, a que segue um jogo de cada uma das eliminatórias.

O estádio foi construído com um investimento de 770 milhões de euros e tem uma capacidade para até 60 mil pessoas. Após o término do Mundial, o anel superior do recinto vai ser doado a países em desenvolvimento que precisem de infraestruturas desportivas.

O Estádio Ahmad Bin Ali foi inaugurado em 2020 e tem 40 mil cadeiras, das quais quase metade vão ser doadas depois do fim da competição. Muitos dos símbolos da sociedade do Qatar estão integrados na parte exterior do recinto, de acordo com a Organização.

É neste palco que Al Rayyan joga as suas partidas em casa. No Mundial, vão ali jogar-se seis jogos da fase grupos e uma partida dos “oitavos”.

O Estádio 974 vai receber seis jogos da fase de grupos, entre os quais se incluem a estreia da seleção portuguesa na competição, no dia 24 de novembro, frente ao Gana. Também ali vai ser jogado um jogo dos “oitavos”.

Com um design inovador, o estádio foi construído com centenas de contentores marítimos, o que o torna altamente sustentável. Pode receber até 40 mil pessoas e foi inaugurado em finais do ano passado.

O Estádio Lusail vai receber a grande final do torneio. Antes disso, ali vai ser disputada uma partida de cada eliminatória, assim como seis duelos da fase de grupos, entre eles o segundo jogo da equipa lusa, no dia 28 de novembro, frente ao Uruguai. Caso a equipa portuguesa seja primeira do grupo H, vai voltar a jogar ali nos oitavos de final.

O recinto tem 80 mil cadeiras e ali foram investidos cerca de 700 milhões de euros. Foi inaugurado no ano passado e está localizado na cidade que dá pelo mesmo nome.

Situado na cidade de Al-Wakrah, O Estádio Al Janoub recebe os jogos caseiros da equipa local. Foi inaugurado em 2019, tornando-se no primeiro estádio construído a pensar neste Mundial.

Foram investidos 587 milhões de euros na sua construção. Mais um recinto com um design pouco visto e altamente inovador. Vão ser ali disputados seis jogos da fase grupos e uma partida dos oitavos-de-final.

O Estádio Education City vai receber o último jogo da seleção portuguesa, no dia 2 de dezembro, frente à Coreia do Sul (aquela seleção vai jogar naquele palco as suas três partidas da fase de grupos da prova). Segue-se uma partida dos oitavos-de-final e outra dos “quartos”.

Estão disponíveis 45 mil cadeiras para os adeptos. Também deste recinto serão retiradas para doação 20 mil cadeiras após o fim do Mundial.

O Mundial do Qatar vai ser jogado entre 21 de novembro e 18 de dezembro. A organização da prova destaca no respetivo website a sustentabilidade da competição. “Com significativamente reduzidas distâncias e tempos de viagem entre os estádios quando comparadas com torneios anteriores, a pegada carbónica do Campeonato do Mundo do Qatar 2022 vai ser dramaticamente mais pequena do que nas edições passadas.”

 

Recomendadas

Marcas vs Catar: o difícil equilibrismo das maiores marcas do mundo. Veja o “Jogo Económico”

Do equilibrismo de quem patrocina a prova à anti-campanha de quem está de fora, estes dias estão entregues a uma espécie de Mundial de marcas com desfecho imprevisível. Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor-executivo do IPAM e Henrique Tomé, analista da corretora XTB, são os convidados desta edição.

O Mundial de todas as contradições em análise. Veja o “Atlantic Connection”

Com apresentação de Giovanna Oliveira e José Carlos Lourinho, o Atlantic Connection é um programa produzido em parceria pela BM&C News e pelo Jornal Económico, que oferece uma perspectiva em português sobre os grandes temas da atualidade global.

“Catar? O meu lugar no futebol é no Estádio da Luz”, realça ministro da Cultura

Na semana em que o Parlamento votou e aprovou a ida de Marcelo Rebelo de Sousa ao Catar, para que o Chefe de Estado estivesse na estreia da Seleção portuguesa nesta competição, o ministro da Cultura, conhecido sócio e adepto benfiquista, referiu nesta entrevista que não irá ao Mundial, mesmo que Portugal chegue à final.
Comentários