Cana: máquina conectada que cria 100 opções de​ ​bebidas

A máquina da Cana funciona com um único cartucho, que integra ingredientes comuns a todas as bebidas, permitindo produzir 100 bebidas.

Talvez se lembre da máquina replicadora do universo Star Trek que permitia criar qualquer coisa. A Cana Technology está a aplicar este conceito à indústria alimentar, com a missão de reinventar a forma como produzimos e consumimos. 

Esta startup americana, de São Francisco, desenvolveu uma máquina, para utilização doméstica, capaz de produzir várias bebidas, em poucos segundos, desde café a chá, cerveja, sumo e vinho.

Com a dimensão equivalente a uma torradeira, esta máquina conectada funciona com um único cartucho, que integra ingredientes comuns a todas as bebidas, permitindo depois produzir 100 opções de bebidas. O cartucho inclui desde açúcares a ácidos e vários sabores. 

Para a criação das bebidas, a Cana fez parcerias com marcas para replicar as bebidas dessas marcas e também criou as suas próprias combinações.

Cada cartucho tem uma durabilidade estimada de um mês e quando está perto do fim a máquina faz automaticamente uma nova encomenda. 

Nesta ambição de disromper a indústria de bebidas de dois biliões de dólares, a sustentabilidade é um dos grandes focos: esta inovação permitirá reduzir a utilização de embalagens de plástico e de vidro. 

Desde que foi fundada em 2018, a Cana já captou 30 milhões de dólares.

Artigo original publicado em SuperToast by INSTINCT.
Também disponível em Newsletter e Podcast.

Recomendadas

TAP: PS esclarece que viabilizará proposta de inquérito do BE com abstenção

O Grupo Parlamentar do PS esclareceu que viabilizará a proposta de inquérito parlamentar do Bloco sobre a TAP através da abstenção, corrigindo a posição assumida pelo deputado Carlos Pereira.

EDP já instalou mais de 700 mil painéis solares nas casas de famílias na Ibéria

A EDP explica que “estas famílias conseguem uma poupança média de até 30% ou mesmo 70% quando agregado a uma bateria de armazenamento. A produção de energia gerada nestas instalações seria suficiente para abastecer com energia renovável 500 mil pessoas por mês, o equivalente a fornecer apenas com energia solar toda a população de Lisboa”.
litio

Lítio: Comissão de Avaliação dá parecer favorável à mina em Montalegre

A Lusorecursos Portugal Lithium confirmou um parecer favorável por parte da Comissão de Avaliação da Mina do Romano, que dá luz verde à exploração mista de lítio (céu aberto e subterrânea) em Montalegre.
Comentários