Capacidade de armazenamento de azeitona quase esgotada. Produção de azeite pode bloquear

“Falta muito pouco para que todo o sector paralise, desde a apanha de azeitona aos lagares que a transformam”, refere a confederação Confagri e a sua associada Fenazeites.

A campanha de produção de azeite que está a decorrer será a maior de sempre, desde que existem registos. Prevê-se uma produção superior a 140 mil toneladas de azeite. Mas, as três grandes unidades de recepção de bagaço de azeitona proveniente dos lagares que processam toda a azeitona produzida no Alentejo têm a sua capacidade estática de armazenamento praticamente esgotada.

Em comunicado conjunto, a Confagri — Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e a Fenazeites — Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Olivicultores, explicam que “falta muito pouco para que todo o sector paralise, desde a apanha de azeitona aos lagares que a transformam, facto que a verificar-se poderá provocar prejuízos incalculáveis aos agricultores e empresas ligadas ao sector”.

A Confagri e a sua associada Fenazeites, em reunião a realizar em breve e já acordada com a ministra da Agricultura, irão analisar a situação e a procura de uma solução. Pode continuar a ler o artigo aqui.

Recomendadas

Oceanos. Presidente da República destaca papel pioneiro de Portugal nas renováveis

“No caso de Portugal, fomos pioneiros em muitos campos, como as renováveis. Quando começámos a substituir outras formas de energia alguns disseram éramos tolos, não éramos, agora queremos antecipar as metas internacionais”.

DGRM vai promover venda de 743 quilos de alabote congelado que foi apreendido

Para participar da venda, cujo valor mínimo é de 2.125 euros, pressupõe-se a prévia aceitação das condições estipuladas e envio de proposta até ao dia 13 de maio de 2022.

Marcelo elogia Cavaco e aponta Conferência dos Oceanos como “oportunidade única”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, elogiou esta segunda-feira o seu antecessor, Aníbal Cavaco Silva, considerando que deu “projeção cimeira ao mar”, e apontou a Conferência dos Oceanos como uma “oportunidade única” para Portugal.
Comentários