Cáritas volta a propor acender 10 milhões de velas pela paz

A Cáritas volta a propor este ano aceder uma vela na noite de Natal pela paz. A campanha “10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz 2015” tem vindo a repetir-se há mais de uma década. 


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A mecânica é simples: a Cáritas convida todos os portugueses a acenderem uma vela na noite de Natal, nas janelas de suas casas. “Este é o gesto que expressa a vontade de quererem contribuir para uma sociedade mais justa e solidária de forma a que a paz possa ser uma realidade”, refere a organização liderada por Eugénio da Fonseca.

“Trata-se de fazermos todos, enquanto sociedade, uma manifestação pública de paz”, apela o presidente da Cáritas Portuguesa, que não esconde o seu desejo de ver “nas janelas portuguesa a um sinal claro de adesão aos valores da paz”.

“10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz”, é uma iniciativa da Cáritas Portuguesa promovida no país há 13 anos e que visa apoiar pessoas e famílias em situação de pobreza.

Até janeiro de 2016, todos os que quiserem juntar-se à Cáritas, participando na sua missão de estar ao lado dos mais frágeis, poderão adquirir uma vela, pelo valor simbólico de 1 euro, ou de um pack de 4 velas por 4 euros, na cadeia de supermercados Pingo Doce, que se mantém como parceira da Cáritas Portuguesa na venda de velas, ou nas Cáritas Diocesanas, e escolas e paróquias aderentes.

Este ano, 65% do valor angariado destina-se a todos aqueles que, em Portugal, são apoiados pela rede Cáritas e 35% do valor servirá para dar resposta a necessidades concretas de vítimas dos conflitos no Médio Oriente.

“Por acontecimentos recentes a nível mundial parece que o mundo está toldado numa escuridão que cria algum desânimo em cada um de nós. Para que se quebre essa escuridão é preciso acender uma estrela nessa noite linda, de paz, que é a noite de Natal. Coloque a sua vela na janela da sua casa, sabendo que com esse gesto está a dar um sinal aos seus concidadãos que quer a paz para o mundo, mas que já está a trabalhar por ela, através deste gesto solidário”, refere Eugénio Fonseca.

OJE

Recomendadas

OCDE. Escassez de energia pode levar a recessão na Europa e aumentar inflação em 1,5 pontos percentuais

Uma escassez de energia mais grave, especialmente de gás, poderia aumentar a inflação da zona euro em 1,5 pp (pontos percentuais) e reduzir o crescimento na Europa em mais de 1,2 pp, levando a uma recessão, alerta a OCDE.

OCDE mais pessimista para 2023 vê economia da zona euro crescer 0,3% e inflação de 6,2%

Nas previsões económicas intercalares divulgadas hoje, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) revela-se mais otimista sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro deste ano, melhorando a estimativa em 0,5 pontos percentuais (pp.) face a junho, para 3,1%, mas cortou em 1,3 pp. a de 2023 para 0,3%.

OCDE mantém crescimento global deste ano de 3% mas corta o de 2023 para 2,2%

A OCDE manteve as perspetivas de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) mundial deste ano em 3%, prevendo que as economias do G20 cresçam 2,8% (menos 0,1 ponto percentual (pp.) do que em junho).