Carlos III proclamado chefe de Estado da Austrália e Nova Zelândia

O Rei Carlos III de Inglaterra foi proclamado hoje chefe de Estado da Austrália e da Nova Zelândia, em cerimónias no parlamento dos dois países.

Em Camberra, na Austrália, o governador geral, David Hurley, que é o representante da monarquia britânica no país, homenageou a “gloriosa” Rainha Isabel II, que morreu na quinta-feira, e desejou um “longo e feliz reinado” a Carlos III, proclamado oficialmente novo monarca do Reino Unido no sábado.

Já o primeiro-ministro da Austrália, Anthony Albanese, disse num comunicado que Isabel II “foi a única monarca reinante que visitou a Austrália” que tinha “um lugar especial” no coração dos australianos.

Além dos representantes do Governo, a cerimónia em Camberra contou com representantes da comunidade aborígene, que cantaram e fizeram o “ritual do fogo” em honra de Carlos III.

Em Wellington, na Nova Zelândia, a primeira-ministra, Jacinda Ardern, agradeceu o “vínculo estreito” que Isabel II manteve com os neozelandeses e lembrou o “profundo afeto” que Carlos III já demonstrou também nas visitas que fez ao país.

Carlos III tornou-se Rei de Inglaterra e chefe de Estado de outros 14 países com a morte da mãe, Isabel II.

Entre esses países estão, além da Austrália e da Nova Zelândia, o Canadá e outros estados do Pacífico e das Caraíbas.

Recomendadas

Rainha Isabel II morreu de “velhice”, aponta atestado de óbito

O certificado também identifica o local da morte da rainha como “Castelo Balmoral”, a sua “residência habitual”

Conheça algumas das citações mais emblemáticas de Isabel II

“Declaro diante de todos vós que toda a minha vida, seja longa ou curta, será dedicada ao vosso serviço e ao serviço da nossa grande família imperial à qual todos pertencemos”, é uma das frases mais marcantes da rainha, que foi proferida no seu 21.º aniversário.

🔴 Em direto. Acompanhe o último adeus a Isabel II

Decorrem as cerimónias fúnebras da monarca britânica, após dez dias de luto. Centenas de líderes mundiais marcam presença no funeral de Isabel II, que morreu no dia 9 de setembro, aos 96 anos. Acompanhe em direto.
Comentários