Carnaval volta ao Brasil e Bolsonaro é de imediato alvo de ridicularização em desfile

No desfile de São Paulo, Um personificador do Presidente do Brasil transformou-se num crocodilo depois de receber a vacina, numa alusão aos discursos e políticas sanitárias de Bolsonaro. 

O regresso do carnaval às ruas brasileiras depois de dois anos de pandemia de Covid-19 foi marcado, em São Paulo, pela ridicularização do presidente Jair Bolsonaro quando um personificador se transforma num crocodilo depois de “receber” uma vacina, numa alusão aos discursos e políticas sanitárias do chefe de Estado do Brasil.

Segundo a “BBC”, o Bolsonaro sugeriu uma vez que um efeito colateral da vacina contra a Covid-19 consiste em transformar as pessoas em crocodilos. Mas desde o início que se referiu à infeção como “uma gripe comum”, gerando controvérsia ao participar em manifestações negacionistas e retirando a máscara facial quando estava infetado.

A produção da escola de Samba Rosas de Ouro, responsável pelo sucedido, disse que a encenação foi uma “pequena piada”. Paulo Menezes, integrante da equipa, disse à “Globo” que, para além de uma brincadeira, era uma forma de representar as dificuldades enfrentadas pelos brasileiros durante a pandemia. Na sua visão, o carnaval este ano foi um “grito de guerra”.

A ideia do carro alegórico inicialmente assustou a liderança da escola de samba, afirmou Menezes, porque se tem abstido de sátiras políticas nos últimos anos, mas com a eleição presidencial do Brasil a menos de seis meses, muitas optaram por incluir temas políticos como racismo e desigualdade nos desfiles.

Recomendadas

Ministro dos Negócios Estrangeiros vai fazer visita de três dias a Cabo Verde

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, chega na segunda-feira a Cabo Verde para uma visita oficial de três dias, que inclui encontros com o homólogo e também com o Presidente da República e primeiro-ministro cabo-verdiano. De acordo com uma nota do ministério, hoje divulgada, João Gomes Cravinho vai visitar as ilhas de […]

Ucrânia: Rússia destruiu 58 infraestruturas civis na região de Donetsk

A Polícia Nacional ucraniana informou que as tropas russas bombardearam nas últimas 24 horas 12 zonas residenciais da região de Donetsk, tendo destruído 58 infraestruturas civis.

Costa: “Portugal contribui para o reforço da fronteira Leste da NATO”

O primeiro-ministro usou o Twitter para deixar a mensagem de que Portugal “é solidário com a Polónia no seu apoio aos refugiados, [bem como] apoia a Ucrânia na sua luta pela paz e na preparação do seu esforço de reconstrução.”
Comentários