Carregador universal europeu contribui para redução da pegada ambiental

Este acordo é inédito e aconteceu depois de as empresas não terem chegado a um acordo sobre uma solução comum.

O Parlamento Europeu, a Comissão Europeia e o Conselho Europeu chegaram a um acordo sobre a adoção de carregador universal europeu.

Dentro de dois anos, no outono de 2024, na União Europeia o carregador USB tipo C para todos os telemóveis, “tablets” e câmaras será adoptado.

Os consumidores da UE poderão finalmente carregar os seus equipamentos eletrónicos, incluindo telemóveis, tablets, câmaras fotográficas com o mesmo cabo de carregamento USB-C.

Este acordo é inédito e aconteceu depois de as empresas não terem chegado a um acordo sobre uma solução comum. A Comissão Europeia tinha defendido uma única porta de carregamento móvel há mais de uma década.

Para os computadores pessoais, há um prazo de 40 meses para adaptação após a entrada em vigor da nova legislação da UE.

Um carregador universal é também uma importante contribuição para a redução da pegada ambiental. No entanto, este não é o fim do caminho pois os consumidores ainda continuam a enfrentar muitos entraves a nível da compatibilidade ou interoperabilidade entre bens e serviços.

 Informe-se connosco.

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube.

Recomendadas

Proprietários de restaurantes e cafés não podem impedir animais de estimação na esplanada

Desde 2015, data em que a legislação foi alterada, passando a incluir uma disposição específica sobre as regras de acesso aos estabelecimentos de restauração, que os animais podem marcar presenças nas esplanadas.

Como poupar nas comissões da conta à ordem?

Com a conta de Serviços Mínimos Bancários paga no máximo 4,43 euros por ano.

A partir de janeiro é necessário reservar e pagar taxa para entrar em Veneza

A partir de 16 de janeiro de 2023 será obrigatório reservar a entrada e pagar taxa na cidade italiana de Veneza, que se tornará a primeira do mundo a adotar este sistema para controlar o turismo de massas, anunciou hoje a Câmara Municipal.
Comentários