Casa da Liberdade homenageia Teixeira Pascoais

A Casa da Liberdade, em Lisboa, espaço museológico dedicado ao artista e poeta surrealista Mário Cesariny (1923 -2006) vai inaugurar esta sexta-feira, dia 31 de outubro, uma exposição dedicada a Teixeira de Pascoaes (1877-1952), intitulada “Teixeira de Pascoaes – Obra Plástica, Documentos Inéditos e Afinidades Contemporâneas”. No total serão apresentadas 50 obras plásticas inéditas da […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A Casa da Liberdade, em Lisboa, espaço museológico dedicado ao artista e poeta surrealista Mário Cesariny (1923 -2006) vai inaugurar esta sexta-feira, dia 31 de outubro, uma exposição dedicada a Teixeira de Pascoaes (1877-1952), intitulada “Teixeira de Pascoaes – Obra Plástica, Documentos Inéditos e Afinidades Contemporâneas”. No total serão apresentadas 50 obras plásticas inéditas da sua autoria, que testemunham a ligação do poeta com Mário Cesariny – frequentador assíduo da casa do escritor, em Amarante. A mostra é de entrada livre e pode ser visitada de segunda a sexta, entre as 14h00 e as 20h00, até dia 20 de dezembro.

Data: Até 20 de dezembro

Recomendadas

Leia aqui o Jornal Económico desta semana

Leia todas as edições do Jornal Económico, na plataforma JE Leitor. Aproveite as nossas ofertas para assinar o Jornal Económico. Apoie o jornalismo independente.

Topo da Agenda: O que não pode perder nos mercados e na economia esta sexta-feira

Com a confirmação de um segundo trimestre de crescimento negativo, a Reserva Federal olhará atentamente para os dados do mercado laboral, onde continua a destacar a força e rigidez observada para argumentar contra um cenário de recessão real. Caso os dados de setembro voltem a surpreender pela positiva, como em agosto, e a inflação continue a dar sinais de não abrandar, a possibilidade de subidas ainda mais expressivas do que 75 p.b. deverá ganhar força.

Patrões vão ter majoração em 50% dos custos com aumentos salariais no IRC

No âmbito do acordo de rendimentos, o Governo decidiu propor aos parceiros sociais uma majoração em 50% dos custos com a valorização salarial em IRC. Patrões têm reclamado, note-se, medidas mais transversais.