Catalunha: Puigdemont espera que rei retifique posição em relação à crise

Carles Puigdemont, disse hoje esperar que o rei Felipe VI, na sua tradicional mensagem de Natal, que será transmitida esta noite, “retifique” a sua posição sobre a crise na Catalunha.

O ex-presidente do Governo catalão (Generalitat), Carles Puigdemont, disse hoje esperar que o rei Felipe VI, na sua tradicional mensagem de Natal, que será transmitida esta noite, “retifique” a sua posição sobre a crise na Catalunha.

“Esta noite, o rei tem a oportunidade para começar a retificar. Espero que desta vez não a perca”, declarou Puigdemont, numa mensagem publicada na sua conta oficial do Twitter.

Desta forma, Puigdemont reforçou a mensagem publicada no sábado pela “Juns per Cataluña (Juntos pela Catalunha/ do qual é líder), ao pedir ao rei Felipe VI “que retorne a figura de árbitro que sempre teve o chefe de Estado” em Espanha.

Esta será a primeira intervenção desde 03 de outubro, quando o Rei Felipe VI fez um apelo para se manter a ordem constitucional, a vigência do estado de direito e o autogoverno da Catalunha.

Atualmente, Carles Puigdemont está refugiado na Bélgica, depois de ter tentado, recentemente, promover a independência unilateral da Catalunha de Espanha.

Relacionadas

Catalunha ficou completamente ingovernável

A estratégia de Mariano Rajoy para solucionar a crise catalã deixou tudo um pouco pior. Restam ao chefe do governo poucas opções. Demitir-se é uma delas. Assegurar um lugar nos compêndios de História é outra – mas isso é mais difícil.

Rajoy recusa reunir-se com ex-presidente da Generalitat

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, rejeitou hoje o pedido do ex-presidente do governo catalão Carles Puigdemont para um encontro sem condições após a vitória do campo separatista na Catalunha.

Catalunha: Governo português apela a “diálogo democrático”

Ministério liderado por Augusto Santos Silva admite “complexidade da situação e dos resultados” mas expressou o desejo de um “diálogo responsável e democrático”.

Catalunha: Rajoy rejeita “confronto” e oferece “diálogo dentro da lei”

Mariano Rajoy fez saber também que já falou com o líder nacional do Ciudadanos, Albert Rivera, congratulando-o pela vitória eleitoral de Inês Arrimada.
Recomendadas

Consórcio confirma existência de petróleo em São Tomé e Príncipe

O consórcio é composto pela Galp STP (operador) com 45% de interesses participativos, Shell STP com 45%, e a ANP–STP, em representação do Estado são-tomense, com 10% de interesses participativos.

Bósnia-Herzegovina: eleições ensombradas por milhares de votos inválidos

Quatro dias após as eleições, ainda não há resultados validados e o risco do não reconhecimento do ato eleitoral ou da sua repetição é grande. Entretanto, na República Srpska, Mirolad Dodic jura fidelidade a Moscovo.

Lado turco de Chipre exige reconhecimento às forças de paz da ONU

A República Turca do Chipre do Norte, país que só a Turquia reconhece, quer que a força de paz da ONU, que está no terreno desde 1964, reconheça a existência do país. Ou então que se retire.
Comentários