Catarina é a primeira entre os pares

Três jovens ganharam a oportunidade de fazer um MBA numa das seis melhores escolas de negócios da Península Ibérica à sua escolha: IESE, em Barcelona, IE Business School, em Madrid, The Lisbon MBA, que junta a Católica-Lisbon e a Nova SBE, ISCTE, ISEG e Porto Business School.

Eis um nome a reter: Catarina Adegas Ferreira. A jovem formada em Gestão e Administração de Empresas pela Católica Lisbon, com o mestrado em Gestão Internacional da Nova SBE destacou-se entre uma centena de candidatos, passando com distinção o apertado crivo das provas de seleção e sagrando-se vencedora da 17.ª edição do Prémio Primus Inter Pares.

Catarina lidera agora a lista dos nomes mais promissores do país nas áreas de Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia, que inclui Álvaro Samagaio, portador do mestrado integrado em Bioengenharia da FEUP, Universidade do Porto, segundo lugar do Prémio, e Manuel Pereira Leite, do mestrado integrado em Engenharia Mecânica do Técnico, terceiro.

Os três jovens ganharam a oportunidade de fazer um MBA numa das seis melhores escolas de negócios da Península Ibérica à sua escolha: IESE, em Barcelona, IE Business School, em Madrid, The Lisbon MBA, que junta a Católica-Lisbon e a Nova SBE, ISCTE, ISEG e Porto Business School.

O júri, composto por Francisco Pinto Balsemão, Pedro Castro e Almeida, Estela Barbot, Raquel Seabra e Miguel Poiares Maduro, atribuiu o quarto lugar ex-aequo a Bernardo Falcão, que concluiu o mestrado em Finanças, na Católica-Lisbon, e António Ventosa mestre na mesma área mas pela Bocconi University em Milão. Ganham uma pós-graduação.
O Primus Inter Pares, criado pelo Santander em Portugal com o Expresso, visa contribuir para uma cultura de profissionalismo e excelência na gestão de empresas.

Recomendadas

Número de inscritos no ensino superior atinge máximo histórico com mais de 433 mil estudantes

“Este resultado mantém Portugal na trajetória necessária para atingir as metas de qualificação de longo prazo”, aponta o Governo.

BE quer que beneficiários de bolsa de estudo do Ensino Superior recebam um complemento extraordinário

O BE quer que os estudantes que recebem apoios obtenham um complemento extraordinário no valor anual de 50% do valor do indexante dos apoios sociais.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.
Comentários