Catarina Martins: Portugal precisa ter um novo Governo

Catarina Martins partilha da opinião de António Costa e assinala que há condições para a aprovação de um futuro orçamento apresentado pelo PS.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Catarina Martins partilha da opinião de António Costa e assinala que há condições para a aprovação de um futuro orçamento apresentado pelo PS. À saída da audiência com o Presidente da República, a líder do BE assinalou ainda que existe hoje uma “solução estável credível, duradoura para o horizonte da legislatura na AR”. E defendeu que “Portugal não precisa de perder mais tempo, precisa sim de ter um novo Governo”, cita o Público.

A porta-voz do Bloco de Esquerda, após a audiência com o Presidente da República afirmou que a posição assinada entre o PS e os vários partidos à sua esquerda “tem não só condições para a aprovação de um programa de Governo, como tem compromissos económicos e financeiros para o Orçamento do Estado, e as balizas, os compromissos de política económica e de política social que vão balizar também o acordo ao longo de toda a legislatura”, cita o Jornal Público.

Catarina Martins considera que atual situação “não é justificável” e apela à indigitação de António Costa o mais rapidamente possível para formar um novo Governo”, disse em declarações aos jornalistas à saída de uma audiência com o Presidente da República.

Questionada se está garantida a aprovação do Orçamento do Estado para 2016, a porta-voz do BE assegurou que as “balizas” foram negociadas e que o acordo «tem não só condições para aprovação de um programa de Governo, como tem compromissos económicos e financeiros para a aprovação do Orçamento do Estado”, explica o Diário Digital.

A líder bloquista aconselhou a que se olhe para a “estabilidade” e “compromissos políticos” que existem à esquerda em vez de se “continuar a discutir fantasmas que não existem”. E recordou que a coligação PSD/CDS “tinha um acordo formal e em 2013 teve uma crise política”.

Para Catarina Martins a situação de impasse “não é justificável” e recorda que o Governo PSD/CDS foi rejeitado há mais de uma semana no Parlamento. E é perentória: António Costa “deve ser indigitado o mais rapidamente possível para formar um novo Governo”.

OJE

 

Recomendadas

Paciência zero para a política Covid zero na China. Ouça o podcast a “A Arte da Guerra”

A política de Covid zero começa a fazer mossa na China com o confinamento de centenas de milhões de pessoas a desencadear protestos pouco comuns na presidência de Xi Jinping. Os incidentes diplomáticos no Qatar e a perseguição aos curdos por parte de Erdogan são também temas em análise.

Partidos votam contra ensino do português no estrangeiro gratuito

O único dos nove diplomas sobre ensino do português no estrangeiro que acabou por ser aprovado foi um projeto de resolução da iniciativa do Partido Socialista (PS).

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.