Cavaco Silva distingue Serralves pelo “inestimável contributo” à cultura

O Presidente da República, Cavaco Silva, distinguiu a Fundação de Serralves, no Porto, com o título de Membro Honorário da Ordem de Sant’Iago da Espada, pelo seu “inestimável contributo” para a cultura em Portugal. Durante uma intervenção no encerramento da reunião do Conselho de Fundadores de Serralves, Cavaco Silva salientou que a fundação, para além […]

O Presidente da República, Cavaco Silva, distinguiu a Fundação de Serralves, no Porto, com o título de Membro Honorário da Ordem de Sant’Iago da Espada, pelo seu “inestimável contributo” para a cultura em Portugal.

Durante uma intervenção no encerramento da reunião do Conselho de Fundadores de Serralves, Cavaco Silva salientou que a fundação, para além de ser “uma referência no meio artístico internacional” é também um “caso de sucesso em termos de impacto económico, através da qualificação e do aumento global do turismo que tem vindo a gerar”.

“A este propósito, gostaria de sublinhar a importância que Serralves atribuiu, desde o início, à questão da articulação da produção e divulgação da cultura com a sua inserção no tecido económico, trazendo com frequência essa matéria à reflexão pública e dando o exemplo de uma gestão dinâmica e equilibrada”, declarou o Presidente da República.

OJE/Lusa

Recomendadas

Governo prevê PIB a crescer 1,3% e défice de 0,9% no próximo ano

O cenário macroeconómico da proposta de Orçamento do Estado para 2023, que está hoje a ser apresentado aos partidos, contempla prevê um abrandamento do crescimento económico de 6,5%, este ano, para 1,3% no próximo. Inflação mantém-se no patamar do OE/2022 de 4% e dívida cai para 110,8%.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Ryanair condena proposta da ANA de subir taxas aeroportuárias até 15% no próximo ano

“Não há justificação para um aumento de 15% nas já elevadas taxas aeroportuárias da ANA, especialmente quando o tráfego aéreo e turístico português ainda está a recuperar após a pandemia e deve ser apoiado com taxas aeroportuárias mais baixas”, refere a companhia irlandesa numa nota enviada à imprensa.